Conecte-se conosco

Justiça

Vereador que matou sobrinho em Pedra do Indaiá já se apresentou à polícia prestou depoimento e aguarda em liberdade

Avatar

Publicados

em

O vereador Antônio Marcos Silva (PT), mais conhecido como “Tonho Marco”, se apresentou à polícia na ultima segunda-feira, para as autoridades após matar a tiros o sobrinho e ferir o próprio pai durante uma discussão de famíliaem Pedra do Indaiá.

O delegado da Polícia Civil responsável pelo caso, Lucélio Silva, disse que ao se apresentar o vereador foi ouvido e alegou que a intenção não era matar o sobrinho, de 21 anos.

“Segundo o vereador os disparos foram acidentais. Disse que eles tiveram uma discussão e queria intimidar o sobrinho e o pai da vítima que também estava no local. Essa foi a versão que ele contou. Porém, o pai da vítima disse que os tiros foram intencionais, que ele saiu do local e voltou armado”, explicou o delegado.

Ainda conforme o delegado, o vereador foi ouvido e liberado, pois passou o período do flagrante e porque não havia mandado de prisão contra ele. Contudo, foi encaminhado a justiça nesta terça-feira o pedido de prisão preventiva.

“Iniciamos as oitivas nesta segunda. Seria uma discussão em relação a uma manada de porcos que havia invadido a propriedade do vereador. Ele discutiu com a vítima, voltou ao local armado e ocorreu ao disparo. Assim que for realizado a oitiva das testemunhas vamos pedir a prisão dele”, informou o delegado.

Por sua vez o setor jurídico do Legislativo de Pedra do Indaiá informou que ainda está discutindo as medidas que serão tomadas em relação ao caso. Ainda segundo a Câmara, o regimento interno da Casa está sendo analisado para saber quais as medidas cabíveis.

Fonte: G1

Mais lidas