Conecte-se conosco

Governo Estadual

Minas Gerais confirma oito crianças com síndrome ligada à Covid-19

Avatar

Publicados

em

Pelo menos oito crianças foram diagnosticadas com a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) em Minas, sendo cinco delas em Belo Horizonte. A Secretaria de Estado de Saúde investiga outros oito casos suspeitos da síndrome ligada ao novo coronavírus que afeta menores de 14 anos.

Desde julho, a pasta tornou obrigatória a notificação, em até 24 horas, dos casos suspeitos ao Centro de Informação Estratégica de Vigilância em Saúde (CIEVS-MG). Além disso, o Estado orienta as prefeituras a buscarem nos hospitais pacientes com sintomas.

Minas não tem nenhum registro de morte como consequência da doença, mas, segundo dados do Ministério da Saúde, até 8 de agosto havia mortes na Bahia (1), no Pará (2), no Ceará (2), em São Paulo (1) e no Rio de Janeiro (3). Além de Belo Horizonte, uma criança de Divinópolis, na região Oeste, uma de Patos de Minas, na região Noroeste, e uma de Uberlândia, no Triângulo, tiveram a confirmação para a síndrome.

A doença

Do pouco que se sabe sobre a  SIM-P –  que se assemelha à Síndrome de Kawasaki, descoberta na década de 1960 –, apenas a relação com a Covid-19 em todos os casos foi confirmada.

A pediatra Andréa Lucchesi, do hospital infantil João Paulo II, em Belo Horizonte, explica que os principais sintomas  são febre por mais de três dias, vermelhidão nos olhos, edemas nas mãos e pés e sintomas gastrointestinais, como diarreia, vômito e náusea. “A gente percebe que o paciente com a SIM-P chega mais inflamado que com a Síndrome de Kawasaki e com insuficiência cardíaca. Outra diferença é em relação à faixa etária. Na Kawasaki, os pacientes costumam ser crianças menores de 5 anos e nesta são crianças e adolescentes com idade até 14 anos”, explica.

Capital

Procurada pela reportagem, a Prefeitura de Belo Horizonte informou que há cinco casos notificados da SIM-P em moradores da capital, mas apenas dois deles foram confirmados e  outros três permanecem em investigação. Não há óbitos. Os casos, ainda segundo o Executivo, são em crianças com idades entre 2 e 6 anos.

Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde informou que os dados mais recentes da SIM-P são do dia 8 de agosto, quando havia 117 bebês, crianças e adolescentes, entre 7 meses e 16 anos, diagnosticados com a síndrome. Nove mortes foram registradas até a data, afirmou a pasta.

Fonte: Por Raquel Benaforte – O Tempo / informações do G1

Mais lidas