Conecte-se conosco

Economia

Conta de luz caríssima? Saiba como poupar energia e economizar

Israel Silveira

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Cafeteira e cooktop, por exemplo, podem se tornar verdadeiros vilões quando usados inadequadamente


Com bandeira tarifária da escassez hídrica – quase 50% mais cara que o do patamar 2 da até então bandeira vermelha -, economizar energia tornou-se fundamental não só para evitar um possível apagão, mas também para prevenir a conta caríssimas no fim do mês. Segundo o IBGE, a energia elétrica já acumula alta de 20,09% nos últimos 12 meses e a partir de agora o valor da tarifa adicional cobrada nas contas de luz ficará ainda mais cara – até abril o valor a cada 100 quilowatts-hora (kWh) passará de R$ 9,49 para R$ 14,20.

Para não se assustar, o consumidor vai precisar repensar (na marra) alguns hábitos para equilibrar o orçamento e a comodidade de alguns eletrônicos podem acabar caindo em desuso. Para quem está na dúvida se poderá usar o forno elétrico e o airfry, o engenheiro eletricista e coordenador técnico do Centro de Capacitação em Tecnologia da Loja Elétrica, João Carlos Lima, pondera que em algumas situações o gás de cozinha pode acabar pesando mais que a energia.

“O tempo de uso que irá determinar se o gasto será alto ou não. Em casos de pessoas que moram sozinhas e fazem pouca comida, a Airfly pode sair mais em conta que o fogão”, explica o engenheiro. Segundo ele, se uma pessoa usar o aparelho por 30 minutos cinco dias na semana, o gasto pode ser de R$ 22. “Mas uma coisa é você fazer batata e outra fazer uma carne na airfryer que demora uma hora. Por outro lado, se for fazer coisas pequenas no forno é desperdício”, alerta.

O engenheiro de Eficiência Energética da Cemig, Francisco de Assis Figueiredo, corrobora e acrescenta que pequenos hábitos, como desligar o aparelho da tomada quando não estiver sendo usado, apagar as luzes e não deixar os eletrônicos no modo soneca podem contribuir com até 15% a menos do consumo da conta no fim do mês.

“Ninguém tem que se privar de usar equipamentos que trazem conforto, a questão é usar quando necessário e o menor tempo possível. Vai usar o forno, aproveita e faz várias coisas de uma vez”, pontua o engenheiro, que faz o alerta para o chuveiro e o ar condicionado. Dependendo da potência do ar, ele pode ser o responsável por 50% do custo da conta de energia no fim do mês.

“Um chuveiro tradicional utilizado por quatro pessoas na posição inverno durante 15 minutos por cada um, tem um gasto de R$ 1.638 por ano. Se essa família fizer uma substituição pelo chuveiro eletrônico, esse gasto cairá para R$ 982,80″, acrescenta Lima.

Mudanças
O fotógrafo Breno Leon, 37, já tem feito mudanças na rotina por conta dos aumentos, o único vício que ainda não conseguiu largar foi o uso do Airfry.

“O arroz integral e o feijão eu gostava muito de fazer na panela de pressão elétrica, mas acabou que esses equipamentos elétricos viraram uma relíquia de uma época que a gente só reclamava do preço do gás. Agora, eu estou fazendo arroz na panela de pressão normal no fogão, faço uma porção a mais e congelo. O airfry eu ainda acho prático e vou esperar até a próxima conta para vê se dá para manter”, brinca.

Veja como economizar

– Chuveiro: Substitua os chuveiros tradicionais por chuveiros com controle eletrônico. Eles permitem uma economia de até 90%.

– Geladeira: regule a intensidade de refrigeração de acordo com o volume de alimentos guardados e o período do ano. Outra dica é não guardar alimentos ou líquidos quentes. E não se esqueça, verifique sempre o estado da borracha de vedação e não encoste a geladeira nas paredes.

– Ferro de passar: junte a maior quantidade possível de roupas e sempre utilize a temperatura indicada para cada tipo de tecido. Deixe as roupas leves para o final. O mesmo vale para a máquina de lavar, deixe acumular o máximo de peças possíveis para utilizar a maquina uma única vez na semana, evitando também o uso da função com água aquecida.

– Iluminação: use lâmpadas de LED, elas consomem até 80% menos que as lâmpadas convencionais.

– Home office: laptops costumam ser mais econômicos que os computadores tradicionais.

– Eficiência: substitua os aparelhos elétricos e eletrônicos por itens mais novos e com selo PROCEL de eficiência energética e sempre que possível, utilize aparelhos elétricos fora do intervalo das 17h30 às 21h.

Os vilões da conta de luz
Veja quanto custa o consumo dos principais equipamentos 

Equipamento / média consumo dia / Kwh (mês) / custo (mês) / Consumo total

Escritório
– Computador (desktop) / 6h / 11.34 / R$ 7,91 / 40,54%
– Impressora / 10 min / 0,07 / R$ 0,05 / 0,27%
– iluminação / 2h / 0,90 / R$ 0,63 / 3,22%
– Modem / 24h / 5,76 / R$ 4,02 / 20,59
– Monitor / 6h / 9,90 / R$ 6,91 / 35,39

27,98 kwh/mês
R$ 19,52

Cozinha
– Sanduicheira / 10 min / 3,35 / R$ 2,75 / 0,91%
– Iluminação / 5h / 2,25 / R$ 1,85 / 1,17%
– Microondas / 15 min / 10,48 / R$ 8,60 / 5,44%
– Fogão elétrico / 2h / 137,10 / R$ 112,46 / 71,12%
– Geladeira / 24h / 39,60 / R$ 32,48 / 20,54%

192,79 kwh/mês
R$ 158,13

Sala
– Televisão / 6h / 32,40 / R$ 26,58 / 85,71%
– TV a cabo / 6h / 3,60 / R$ 2,95 / 9,52%
– Iluminação / 4h / 1,80 / R$ 1,48 / 4,76%

37,80 kwh/mês
R$ 31

Quarto
– Iluminação / 3h / 5,40 / R$ 4,43 / 97,77
– Carregador de celular / 2h / 0,18 / R$ 0,15 / 3,23%

5,58 kwh/mês
R$ 4,58

Banheiro
– Chuveiro elétrico / 40 min / 90 / R$ 81,78 / 99,50%
– Iluminação / 1h / 0,45 / R$ 0,41 / 0,50%

90,45 kwh/mês
R$ 82,19

Lavanderia
– Maquina de lavar / 20 min / R$ 5 / R$ 4,54 / 35,71%
– Ferro de passar / 30 min / 9 / R$ 8,18 / 64,29%

14 kwh/mês
R$ 12,72

Todos os cômodos
368,59 kwh/mês
R$ 334,93

Fonte: O Tempo

Leia mais...
Propaganda

Mais lidas