Conecte-se conosco

Atualidade

Sede do projeto “Sim vale a Pena Viver” é inaugurada em Nova Serrana

Avatar

Publicados

em

A prefeitura de Nova Serrana inaugurou na manhã desta quinta-feira, dia 19 de setembro, as instalações do projeto “Sim vale a pena viver”.

A solenidade que contou com a presença de vários secretários do executivo municipal servidores das secretarias de Saúde, Educação e Desenvolvimento Social, além da participação do presidente do Sindinova senhor Ronaldo Andrade e do representante da Faculdade de Nova Serrana (Fans) além de vereadores e populares.

Durante a inauguração secretária Municipal de Saúde convidou os presentes a fazerem uma reflexão sobre a condição e todas as experiências as quais os adolescente e crianças de hoje são expostos. “Convido você a lembrar de sua adolescência, hormônios, emoções e todas as mudanças, e nesse sentido imagine se o seu lar em vez de ser o ponto de apoio é o lugar que te faz adoecer, então agora essas crianças e adolescentes tem um lugar para serem incentivados e atendidos em nossa cidade”, disse Glaucia.

Por sua vez a secretaria municipal de educação Neusa Lago ressaltou que “a nossa secretaria tem uma preocupação com todos os alunos, em desempenho mas também com o fato das crianças terem que ter alegria, saúde de estarem bem emocionalmente. Temos muito pouco pela escassez de recursos e situação difícil presenciada pela divida do estado, mas vazemos de tudo para mostrar as crianças que o mundo é bem maior do que a sua realidade”, considerou Neusa Lago.

O secretário de Desenvolvimento Social, Gustavo Faria, por sua vez ressaltou que “sabemos que é um projeto que terá que ser ampliado, mas também percebemos que o todo faz a diferença, a união gera resultados, e quando temos a sociedade civil, as autoridades políticas, as secretarias, a população unindo forças que podemos esperar são resultados bem sucedidos e esse trabalho, já começa com essa perspectiva de sucesso”, ressaltou Gustavo.

Presente na solenidade o presidente do Sindinova ressaltou que a instituição será parceira do projeto “Sim Vale a Pena Viver”. “Dói saber que temos 150 crianças na cidade qe sofrem com a auto mutilação, mas o alento é saber que algo está sendo feito. Esse centro vai funcionar com nosso apoio. O Primeiro passo é identificar a necessidade, e nós vamos para dentro das fabricas, vamos orientar as famílias, vamos tentar dar suporte aos funcionários das fábricas e e ser parceiros nesse projeto”. ressaltou o empresário.

No mesmo sentido o representante da Fans afirmou que “com muito orgulho a Fans faz parte desse projeto. Nunca é tarde para começar e acreditamos que esse é um início promissor e a faculdade vai abraçar essa importante causa”, afirmou Geraldo Fonseca.

Todo o trabalho será desenvolvido e orientado pelo psicólogo Oseias Junior, que salientou durante a inauguração do espaço que “toda a equipe irá trabalhar com afinco par oferecer tratamento humanizado e possibilitar as crianças e adolescentes atendidos por esse projeto novas oportunidades. Vamos aqui investir no humano, na pessoa, e assim vamos buscar possibilitar para os atendidos, um novo objetivo de vida”. Ponderou Oseias.

Encerrando os depoimentos o prefeito de Nova Serrana, Euzebio Lago, emocionado o ressaltou em seu discurso que “a diferença de nossa gestão é que as pessoas não são estatísticas, elas são mais valiosas do que as coisas, e aqui estamos viabilizando um lugar para aqueles adolescentes e crianças que estão sofrendo tenham um ponto de abrigo e ajuda”. Disse o prefeito.

Eusébio seguiu em seu pronunciamento considerando que “hoje a internet impõe um padrão que as pessoas tem que ter, e isso é um vulcão em erupção que tem ferido nossos jovens. Então de forma única na região e provavelmente no estado inauguramos esse projeto, neste lugar que tem um sentimento que é o envolve que é o da vida”.

O prefeito também considero que “muitos acham que é algo simples, mas por meio dessa ação, desse lugar de vida, mães não chorem como infelizmente já aconteceu com outras que hoje choram”. Considerou.

Euzebio também ressaltou que “nessa gestão a prioridade é a saúde, é a valorização da vida. As obras, o asfalto são importantes mas as vidas vem em primeiro lugar. Em nossa gestão pessoas são mais importantes do que as coisas e isso é o que nos move, juntos podemos fazer e fazer mais pela vida das pessoas”. Finalizou o prefeito.

Projeto “Sim vale a pena viver”

De acordo com o setor de comunicação da prefeitura, membros das secretarias de Saúde, Educação, Desenvolvimento Social e de entidades como Cras, Creas, CRAEI Conselho Tutelar, Faculdade de Nova Serrana (FANS), entre outros, que se reuniram para apresentar ao prefeito Euzebio Lago, o projeto de criação do serviço de tratamento de adolescentes com comportamento autolesivos.

Conforme informado, o problema foi identificado por meio de relatórios fornecidos por diretores de escolas ao Centro de Referência e Apoio a Educação Inclusiva (CRAEI), que apresentou a preocupante situação de saúde pública em reunião da Rede Intersetorial de Nova Serrana.

No relatório repassado foram observados 150 casos de crianças e adolescentes praticantes de violência autoprovocada em 13 escolas de Nova Serrana.

É importante ressaltar que alguns desses adolescentes já são acompanhados pelo Caps, mas a intenção é criar um serviço que atenda a todas as crianças/adolescentes com comportamento autolesivos.

O projeto apresentado ao prefeito leva o nome de “Sim, vale a pena viver”, e visa fortalecer as ações já praticadas em Nova Serrana, constantes da Lei 13.819/2018, que institui a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio.

Objetiva-se trabalhar em duas frentes: tratamento e prevenção, uma vez que não é possível tratar o adolescente sem implicação da família.

Foram propostas parcerias para a cessão de espaços para atendimentos, com dois psicólogos, uma assistente social e uma psiquiatra ambulatorial. Também foram sugeridas rodas de conversas nas escolas, mediadas por estagiários da FANS, sob a supervisão da coordenadora do curso de psicologia, além de outras atividades como oficinas culturais e esportivas.

Mais lidas