Conecte-se conosco

Atualidade

Justiça é feita: Condenado de ter mandado matar seus pais, Junio planejava a morte de seu irmão mais novo

Avatar

Publicados

em

A promotoria de Justiça revelou durante o julgamento de Junio Dias dos Santos, Vinícius Carivaldo de Lacerda e Alex Junio Francisco, condenados pelo duplo homicídio de Itamar Lopes Santos e Ivanilda da Silva Dia dos Santos, que outro crime já estaria sendo encomendado.

Conforme revelado em depoimento pelos acusados, Junio, filho de Itamar e Ivanilda, após a morte de seus pais, já planejava que os mesmos executores cometessem mais um homicídio, desta vez, de seu irmão mais novo Igor Dias dos Santos.

De acordo com as considerações do Promotor de Justiça, Dr. Alderico de Carvalho, o homicídio dos pais ocorreu por ganância e desejo de usufruir da herança dos pais. “Segundo se apurou a vítima Itamar possuía uma empresa do ramo calçadista, atividade que lhe propiciou constituir um patrimônio formado por carro e imóveis. Entretanto, o filho mais velho de Itamar, o condenado Junio Dias Santos, movido por ganância, não estava satisfeito com a quantia que seu pai lhe dispensava. Assim, em passado recente, após uma discussão por dinheiro, JUNIO decidiu matar seus genitores e seu único irmão, a fim de que, sozinho, pudesse herdar todo o patrimônio de seus genitores”.

O promotor confirmou ainda que havia planos para que o irmão mais novo de Junio também fosse executado, porém o crime não chegou a ser concretizado. “Como se não bastasse, mesmo após a consumação dos homicídios, JUNIO ofereceu dinheiro aos executores materiais para que eles executassem, também, Igor Dias dos Santos, irmão mais novo de Junio, porém tal conduta não ultrapassou os limites dos meros atos preparatórios, sendo impunível”. Informou o promotor.

  • Foto: Thiago Monteiro / O Popular

Mais lidas