Conecte-se conosco

Brasil

Gás de cozinha, diesel e gasolina tem novo aumento nas refinarias registrado na última terça-feira

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.
O combustível já está mais caro, o anúncio do reajuste foi feito pela Petrobras, informando um novo aumento nos preços da gasolina, diesel e gás de cozinha a partir da última terça-feira, 09 de fevereiro.

Segundo o comunicado o preço do litro da gasolina nas refinarias foi reajustado com aumento de médio de 8,2%, o que representa R$ 0,17 no preço praticado, sendo agora comercializado nas refinarias com ticket médio R$ 2,25 por litro.

Já o diesel, registrou na última terça o aumento de 6,2%, o que equivale a R$ 0,13, elevando o valor de comercialização das reginarias R$ 2,24 por litro.

Por último mas não menos importante o gás de cozinha foi reajustado em R$ 0,14 por quilo, o que representa o novo valor por quilo de R$ 2,77, tendo assim um reajuste de 5,1%.

Na última sexta-feira (5), o presidente Jair Bolsonaro, chegou a anunciar que irá propor mudanças na forma como o ICMS é calculado no combustível.

Já nesta segunda-feira (8), ao divulgar o novo aumento de preços, a estatal informou que os valores praticados “têm como referência os preços de paridade de importação e, dessa maneira, acompanham as variações do valor dos produtos no mercado internacional e da taxa de câmbio, para cima e para baixo”.

Ainda segundo no comunicado, a Petrobrás endossou o discurso do governo de que “os valores praticados nas refinarias pela Petrobras são diferentes dos percebidos pelo consumidor final no varejo”.

“Até chegar ao consumidor, são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis pelas distribuidoras, no caso da gasolina e do diesel, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores de combustíveis”, cita a nota.

Mais lidas