Conecte-se conosco

Brasil

Exportações de janeiro são as mais altas desde abril de 2020

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Embora com queda em relação a janeiro de 2020, as exportações de calçados no primeiro mês do ano indicam melhora nos índices desde abril do ano passado. No mês passado, foram embarcados 9,73 milhões de pares, que geraram US$ 60,93 milhões, incrementos de 5% em pares e de 2,1% em valores na relação com o mês imediatamente anterior, mas com queda de 22,2% em volume e de 33,2% em relação ao mesmo mês do ano passado.


O presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Haroldo Ferreira, destaca que a queda em relação a janeiro do ano passado é explicada pelo fato de que naquele mês de 2020 as exportações ainda não registravam impacto da pandemia do novo coronavírus.

“A base de comparação é muito alta para os padrões que assumimos a partir do avanço da pandemia, que se deu a partir de março. Então, é provável que nos próximos dois meses ainda registremos valores inferiores aos de 2020”, projeta o dirigente. Por outro lado, o executivo mantém a expectativa de crescimento a partir do primeiro trimestre, terminando o ano de 2021 com uma performance 14,9% melhor do que no ano passado. “Existe uma recuperação em andamento”, frisa.

Destinos
O principal destino do primeiro mês do ano foi os Estados Unidos, para onde foram embarcados 950 mil pares por US$ 13,36 milhões, quedas de 18,8% em volume e de 30,8% em receita na relação com o mesmo mês de 2020.

O segundo destino foi a França, para onde foram exportados 508 mil pares por US$ 4,82 milhões, quedas de 35,5% e de 27,8%, respectivamente, ante igual ínterim do ano passado.

O terceiro destino do mês foi a Argentina, com o registro de 516,77 mil pares e US$ 3,8 milhões, incremento de 15,8% em volume e queda de 20,6% em receita na relação com o primeiro mês do ano passado.

Importações são mais altas desde abril, em volume

Assim como as exportações, as importações de janeiro alcançaram o maior patamar desde abril passado, mesmo tendo caído tanto em volume (-28,%) quanto em receita (-47%) em relação a janeiro de 2020.

Na relação com dezembro de 2020, o incremento foi de 43,8%. No período foram embarcados 1,98 milhão de pares, pelos quais foram pagos US$ 21,8 milhões.

“Existe uma tendência de incremento das importações de calçados, especialmente asiáticos, conforme o mercado doméstico brasileiro se recupera”, informa Ferreira.

Em partes de calçados – cabedais, solas, saltos, palmilhas etc – as importações do primeiro mês somaram US$ 2 milhões, queda de 11% em relação ao mesmo período de 2020. As principais origens foram Paraguai, China e Vietnã.

FONTE: ABICALÇADOS

Leia mais...
Propaganda

Mais lidas