Conecte-se conosco

Política

“Vereador pode ser da base do executivo, mas não pode ser bobo!”

Publicados

em

Após polêmica de vídeo divulgado em redes sociais onde presidente da Câmara sita vereadores que “votaram contra obras para o povo”, presidente questiona os motivos que levaram cinco vereadores a terem votado contrários às emendas

Na última quinta-feira, dia 12 de julho, foi realizado na Câmara de Nova Serrana a 3ª reunião extraordinária da casa do legislativo em 2018. Na pauta os vereadores debateram a Lei de Diretrizes Orçamentarias (LDO) e ainda votaram emendas relacionadas à execução de obras e melhorias na cidade.

Contudo, após amplo debate, noticiado neste Popular na edição de número 1497, publicado no sábado dia 14 de julho, os debates e votação renderam a limitação dos créditos suplementares de apenas 5%, valor significativamente abaixo dos 17,5% praticado em 2017.

Após a votação e aprovação do crédito suplementar, por 7 votos a 6, tendo que ser desempatado pelo presidente da casa que  votou a favor do limite de transição mais baixo para o exercício de 2019, do executivo. Cinco vereadores, todos da base do executivo municipal votaram contrários às emendas de obras para melhorias pontuadas na cidade.

Diante da conduta contrária dos vereadores da base, o presidente da Câmara de Vereadores, Osmar Santos (Pros), publicou em sua rede social um vídeo afirmando que os vereadores da base votaram contrários à realização de obras em comunidades da Cidade.

Emenda

Ao todo nove emendas foram aprovadas por sete votos favoráveis e cinco contrários, determinavam a realização da construção de varias obras em diferentes pontos da cidade, sendo todas as emendas feitas por vereadores do bloco político União, Foco e Ação.

No texto as oito emendas determinam a construção de um ginásio Poliesportivo no bairro Concesso Elias, uma quadra no bairro Cidade Nova, uma quadra no bairro Eleotério Amaral, um Craei no Planalto e outro no Santo Antônio, uma usina de reciclagem, quatro Unidades Básicas de Saúde (UBS) nos bairros, Santo Antônio, Planalto, Frei Ambrósio e Cidade Nova, uma escola no bairro Santo Antônio e uma sala na Delegacia Regional de Nova Serrana, para atendimento e trabalhos de investigação e crianças vitimas de abuso e violência sexual.

 Questionamentos do presidente

O presidente da Câmara, Osmar Santos, em vídeo e em entrevista a esse Popular questionou justamente a reprovação dos vereadores quanto a votação das emendas, sendo que elas são importantes ganhos para a população das comunidades em questão.

Segundo Osmar, ele ainda não entendeu o que levou os cinco vereadores a votarem contrários às emendas. “Ainda não consegui entender o motivo de terem votado contra as emendas da LDO; a importância dessas obras é que elas são diferentes da emendas impositivas pois com a aprovação do orçamento, vamos deixar recursos específicos para que elas sejam realizadas”, pontuou o presidente.

Abordando a questão orçamentária o presidente pontuou que a votação de recursos mais limitados deu aos vereadores a possibilidade de engessar os recursos para se ter a certeza da execução da obra. “Agora temos que votar no segundo semestre a Lei Orçamentaria Anual (LOA) a, nela vamos determinar recursos específicos para realização destas obras, com o crédito da subvenção fixado em 5% por pasta, não haverá possibilidade de retirar os recursos destas obras para se aplicar como quiser em outras áreas. Caso tenha esse interesse terá que pedir a Câmara para viabilizar essa destinação de recursos, o que não vamos aceitar, entendendo que essas obras serão sim realizadas e entregues a população”, disse o presidente.

Osmar Santos, ainda questionou os vereadores da base por também não terem sugerido emendas que são relevantes ao município. “Gostaria de saber além do fato de não terem votado a favor das emendas, os vereadores da base também não sugeriram nenhuma, você pode até ser um vereador da base do prefeito, mas não pode ser bobo, o que eles estão fazendo é uma tremenda bobagem”, afirmou Osmar.

Vereadores da base

WILLIAN BARCELOS – Citado no vídeo o vereador Willian Barcelos (PTB) se defendeu, afirmando que não votou contrário às emendas e sim ao crédito suplementar de 5%. “Eu votei favorável. Não sei por que fui citado naquele vídeo do Osmar. Quanto as que foram retiradas, tenho posicionamento contrário no caso as emenda 10 e 11 referente à locação de veículos para vereadores”. Disse Wiliian.

O vereador justificou seu posicionamento quanto a negativa no que tange a subvenção ao executivo. “Sobre a suplementação fui contra a votação de 5% para cada dotação orçamentária. Defendia que fosse sobre o total fixado para as despesas. Da maneira que os 5% foram aprovados travam o executivo. Não se trata de ampliação de valor, mas de maior liberdade e rapidez para a anulação de despesas. Não podemos criar a dificuldade para tentar vender a facilidade. Não gosto de política do tipo toma lá, dá cá. A emenda dos 5% foi proposta pelo vereador Chiquinho. Perguntei a ele na reunião se tinha feito previsão de que fosse sobre cada dotação. Ele respondeu que não. O mesmo aconteceu com as emendas do pastor Giovani e do Jadir. Elas alteravam o total sobre as despesas e não sobre cada dotação”, disse o professor

Por fim Barcelos ainda afirmou que existem forças ocultas operando na Câmara de Nova Serrana. “É importante descobrir quem ordenou a redação. Quase que passou despercebida. Existem forças ocultas operando naquela Casa. Devemos saber quem é e a mando de quem”, pontuou o Barcelos.

JAIDR CHANEL – Já o vereador Jadir Chanel (MDB) afirmou que após amarrem o executivo, ainda aprovaram emendas que foram promessas de palanque do chefe do executivo. “Traduzindo em poucas palavras: amarraram a Máquina e querem que ela ande. O que votamos contra, foi emendas e não indicação; e as emendas já constavam na proposta do Poder Executivo, menos a de um carro para cada vereador! São propostas anunciadas em palanque pelo Prefeito, menos com exceção do poliesportivo e da quadra.” Pontuou o vereador.

PASTOR GIOVANI – Por sua vez o líder do Governo na Câmara, Pr. Giovane Máximo (MDB), não se posicionou rapidamente sobre o assunto, o ex-presidente da casa, no entanto afirmou que abordará o assunto em uma entrevista exclusiva que será veiculada por esse Popular na edição de quarta-feira, dia 18 de julho.

RICARCO TOBIAS – Por sua vez o Ricardo Tobias (PSDB) reafirmou o fato de que as obras fazem parte do plano de governo do executivo e que ainda estuda com seu jurídico as medidas cabíveis. “Tenho quatro mandados e nunca deixei de votar favorável a nenhum projeto que beneficie a população de Nova Serrana, agora quanto a essas emendas elas já estão no plano de governo e vereador não realiza obra, assim estou analisando com meu jurídico as medidas a serem tomadas quanto à publicação desse vídeo e posteriormente faremos um pronunciamento mais completo baseado na legalidade”, expôs Ricardo.

WANTUIR E JULIANO – Nossa reportagem tentou ainda contato com os vereadores Wantuir Paraguay (PSDB) e Juliano do Boa Vista (PSD), contudo não obteve êxito. Ao contatar Wantuir que segundo sua assessoria não estava em seu gabinete devido a uma reunião com o executivo, contudo o celular do mesmo estava fora de área ou desligado.

Já Juliano da Boa Vista, o contato foi tentado via rede social, mas apesar de receber a mensagem o legislador até o encerramento da edição não respondeu e se pronunciou sobre o assunto.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas