Conecte-se conosco

Bizarro

Vereador de Divinópolis ameaça jornalista da TV Candidés

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

O vereador Diego Espino (PSL), de Divinópolis (MG), tentou invadir os estúdios da TV Candidés para ameaçar, coagir e xingar Eduardo Silva, apresentador do programa Cidade Urgente.


A ação aconteceu após Eduardo noticiar que Espino invadiu a Santa Casa de Carmo da Mata, hospital que não atende a casos de Covid-19, para mostrar uma suposta desocupação de leitos na pandemia. Esse foi o terceiro caso de violência contra jornalistas no último mês em Minas Gerais.

Eduardo relatou que, durante o programa que estava sendo exibido na manhã de 30/3, enquanto ainda estava no ar mencionando os fatos ocorridos no município de Carmo da Mata, incluindo a invasão do vereador ao hospital no domingo 28/3, ouviu gritos e tumulto vindos da recepção da emissora. Deparou-se então com Diego Espino tentando invadir o estúdio para tirar satisfação com o apresentador.

Diego estava acompanhado do deputado estadual Cleitinho Azevedo (Cidadania) e, segundo Eduardo, o vereador proferiu xingamentos e ameaças, exigindo que nunca mais pronunciasse o nome dele em seu programa e tampouco o do deputado.

A Associação Brasileira de Emissora de Rádio e Televisão (Abert), o Sindicato dos Jornalistas de Minas e a Oposição Sindical repudiaram a atitude do vereador.

A Abert disse em nota que “todo e qualquer cidadão que se ofenda por determinada publicação tem o direito de procurar a justiça, mas jamais recorrer à intimidação e a violência”.

O Sindicato salientou que esse foi o terceiro caso de violência contra jornalistas no último no mês estado e lamentou: “Infelizmente, esses registros estão se tornando comuns não só em Minas Gerais, mas em todo Brasil, onde a violência contra jornalistas grassa sem que haja por parte das autoridades nenhuma medida efetiva para combater esse ataque que, também é um atentado à liberdade de expressão e ao direito à informação”.

O relatório anual da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) sobre violência contra jornalistas apontou que houve um aumento de 105% dos casos em 2020, com em relação ao ano anterior.

Fonte: Portal dos Jornalistas

Foto: Divulgação Câmara de Divinópolis

Leia mais...
Propaganda

Mais lidas