Conecte-se conosco

Governo Municipal

Veja o Vídeo: Postagens nas redes sociais feitas por secretário adjunto de comunicação de Nova Serrana, são alvo de queixa crime no MP

Avatar

Publicados

em

Deputado federal Cabo Junio Amaral, protocola queixa crime contra servidor da prefeitura de Nova Serrana, e afirma que secretário adjunto é “deliberadamente inimigo do presidente Bolsonaro e seus apoiadores, e destila o verdadeiro ódio nas redes sociais conta eles”

Devido a postagens feitas em suas redes sociais, o secretário adjunto de comunicação social, da prefeitura de Nova Serrana, Jonathas Wagner Jacino, foi alvo de uma queixa crime protocolada no Ministério Público (MP).

A denúncia foi feita pelo deputado federal, Cabo Junio Amaral, que teve conhecimento das postagens do secretário adjunto, segundo informado, por meio de mensagens encaminhadas por populares do município incomodados com a postura do servidor nas redes sociais.

Em vídeo publicado nas redes sociais, o deputado ressaltou que a postura do secretário adjunto, é medíocre e irresponsável, e salientou que Jonathas é “deliberadamente inimigo do presidente Bolsonaro e seus apoiadores, e destila o verdadeiro ódio nas redes sociais conta eles”.

A queixa se deu, conforme indicado pelo deputado, por uma publicação que teria sido realizada pelo secretário, com o seguinte dizer: “Bolsonaro está com Covid-19, tá difícil conter minha alegria, se esse ser morrer eu vou fazer tanta festa…!”.

No entendimento do deputado, o posicionamento de Jonathas, considerado pelo legislador como irresponsável, estaria contrariando o Artigo 37 da Constituição Federal.

O deputado ainda salientou que conhece o prefeito Euzebio Lago e afirmou, “prefiro não acreditar que ele (o chefe do executivo) compactua com esse tipo de posicionamento, mas é claro a gente espera também que haja resposta em relação a tudo isso”, considerou o deputado Junior Amaral.

Polêmicas nas redes sociais

De personalidade forte e opinião formada, Jonathas Vagner foi ainda alvo de críticas nas redes sociais, devido a uma postagem reverente a religiosidade. O secretário adjunto postou nas redes sociais um questionamento sobre a existência de Deus com os dizeres: “será que com mais duas ou três pandemias as pessoas perceberão que deus é um ser inútil…?”.

A postagem repercutiu nos grupos do município, sendo alvo de repúdio por vários populares, que expuseram frases como: “Posicionamento parece bem contrário a base eleitoral do atual Prefeito”; “Não me preocupo se Ele é ou não inútil. Mas com certeza o moço da pergunta é mais imbecil do que a dúvida”; Acredita (em Deus) mais do que eu, porque fica querendo provar a inexistência Dele”; Se o patrão (prefeito) resolver pregar pra ele será que ele irá criticar na frente dele?”, entre outras críticas.

Posicionamentos

Diante da polêmica a equipe do Jornal O Popular entrou em contato com o secretário adjunto, Jonathas Wagner por meio do aplicativo Whatsapp, se colocando a disposição do servidor para que se posicionasse ou prestasse algum esclarecimento caso entendesse ser necessário.

Por sua vez o secretário adjunto prontamente atendeu ao Jornal O Popular, contudo informou que não tem intenção de se manifestar sobre o assunto.

Nossa reportagem ainda, entrou em contato com o secretário de Comunicação da prefeitura de Nova Serrana, senhor Hudson Lemos, e questionou se a prefeitura iria se posicionar sobre a queixa crime protocolada pelo deputado estadual Junior Amara, contra o secretário adjunto de comunicação de Nova Serrana.

Após nossa solicitação o setor de comunicação da prefeitura encaminhou a nossa reportagem uma nota oficial por parte da administração, salientando que “o direito à liberdade de ideia, crença e manifestação religiosa das pessoas, como emanado na Constituição Federal, também é defendido por nossa gestão”.

Confira a nota na integra:

Nota Oficial

“O governo municipal não gerencia as opiniões e manifestações nas redes sociais de seus mais de 3.000 servidores efetivos, contratados ou comissionados.

Por outro lado, não apoiamos discursos extremistas que não encaminhem para a paz social.

Para nosso governo municipal toda vida importa. O direito à liberdade de ideia, crença e manifestação religiosa das pessoas, como emanado na Constituição Federal, também é defendido por nossa gestão.

A Justiça deve tutelar eventuais abusos no direito de liberdade de expressão”.

Clique abaixo e confira o vídeo postado pelo deputado Junior Amaral

 

 

 

Foto: Reprodução Redes Sociais

 

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

JORNAL O POPULAR – A NOTÍCIA COM DEVE SER

 

 

Mais lidas