Conecte-se conosco

Editorial

Um posicionamento sem dar palanque para os eleitoreiros!

Avatar

Publicados

em

Olá senhores leitores e amigos do Jornal O Popular.

Nós profissionais que atuamos com comunicação temos diariamente a missão de levar até vocês fatos e notícias, e esses por serem em sua maioria questões que incidem sobre crimes, fatos e expor pessoas, devem ser tratados com responsabilidade e profissionalismo.

Recentemente publicamos em nosso editorial um texto abordando uma perspectiva deste Popular referente a uma campanha chamada “adesivaço”. Inicialmente esclarecemos que o mesmo crítica não a figura do candidato a presidente e sim uma ação desenvolvida por uma “militância” e candidatos que se aproveitam da imagem de Bolsonaro para tentarem implementar uma política e discurso populista, objetivando se promover da imagem do candidato a presidência.

Em nosso editorial não colocamos nenhum nome dos organizadores por entendermos que os mesmos não haviam sido penalizados judicialmente com um processo em julgado, e reiteramos que em nosso entendimento, pessoas da capital virem a Nova Serrana promovendo uma ação que segundo a promotoria de justiça era indevida, se caracteriza como uma ação imoral, se não ilegal.

É importante ressaltar que a conduta que o candidato em questão atacou, foi levada ao conhecimento da Procuradoria Regional Eleitoral por, em tese, ter cometido o ato de propaganda antecipada.

Além disso, conduta similar foi proibida, tendo o judiciário já decidido no sentido eleitoral, sendo que na época por decisão do Sr. Juiz Eleitoral, Dr.Paulo Neves, impediu a realização da mesma ação na cidade de Pitangui.

Temos recebido o vídeo de amigos e até mesmo de críticos que não entendem o fato e por esse motivo questionam a condição do Jornal. Nós por outro lado entendemos que o candidato em questão não obteve nenhum respaldo ou expressão eleitoral em nossa cidade e vem através deste fato, com um discurso infundado e sensacionalista, buscar palanque em uma cidade na qual seu nome é minimamente conhecido.

Diante dos fatos ainda pontuamos alguns fatores.

1 – Tanto a matéria quanto o editorial publicados foram embasados em uma denúncia e entrevista feita com o Promotor Eleitoral de Nova Serrana, Dr. Alderico Carvaho.

2 – Irresponsabilidade seria o editor deste Popular ter inserido no editorial em questão nome do então pré-candidato, expondo o cidadão sem que o mesmo tenha sido julgado e condenado.

3 -Lamentamos a falta de diálogo e sinceramente torcemos para que pessoas com esse nível de preparo e conduta não cheguem ao poder, afinal a história nos mostra que pessoas desse calibre e conduta deixam sequelas em uma sociedade que precisa de ações e melhorias.

4 – Falar o que os outros querem ouvir em tempos populistas é fácil, difícil é apresentar propostas e ter capacidade de articular e promover ações concisas caso algum dia chegue ao poder.

Reiteramos que não temos ou manifestamos nenhum posicionamento quanto ao candidato a presidência Jair Messias Bolsonaro. Já no que tange aos candidatos a deputado estadual e federal, como também ao senado, temos uma conduta simples e direta que vem sendo exposta por esse editorial por diversas vezes.

Aqui então reforçamos esse posicionamento a você caro leitor de forma ainda mais clara. Convocamos vocês para que nas urnas votem em candidatos de nossa cidade.

Entendemos que quando necessitarmos de intervenções, apoio, recursos e notoriedade, aqueles que não tem raízes com nossa cidade não se comprometerão com o grau de responsabilidade que desejamos.

Hoje em período eleitoral, todos os discursos tem como foco falar o que queremos ouvir, contudo, promessas e discursos nesse período são palavras jogadas ao vento, e a escola política mostra que, sem raízes efetivas com uma sociedade, o candidato de BH só vai lembrar de Nova Serrana, quando for aos centros comerciais, comprar um tênis de origem duvidosa, e sem conhecer nossa cidade, trabalho ou calçado, irá afirmar que o produto de crime foi feito nas bancas de Nossa Serrana.

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas