Conecte-se conosco

Colunistas

Tensão na fronteira com a Venezuela!

Luciano Augusto

Publicados

em

Pois bem, a situação na fronteira com a nossa vizinha Venezuela não está lá das melhores. Alias, o mesmo cenário e até com mais violência ocorre na Colômbia, tanto que o presidente Nicolas Maduro, rompeu relações diplomáticas com a Colômbia na última semana.

Nicolas Maduro, sucedeu seu líder Hugo Chaves no poder na Venezuela, Chaves implantou a reforma Bolivariana; ocorre que, Chaves desvirtuou a história de um dos maiores líderes do nosso continente.

Simom Bolivar, lutou pela liberdade da região contra a América Espanhola, mas ancorado naquilo que havia apreendido em sua passagem pela Europa, liberdade, igualdade e fraternidade, símbolos/premissas da revolução francesa. Bolivar, foi um grande defensor da separação dos poderes temporal e espiritual (Estado e religião).

Bolívar, foi o responsável pela libertação da região na época chamada grande Colômbia, que reuniam Equador, Colômbia, Peru, e ainda criou a Bolívia, foi o relator de Constituições, que asseguravam a liberdade do indivíduo. Na qualidade de Militar, Bolivar se equiparou a grandes estratégias, tais como, George Washington e Napoleão Bonaparte.

Nasceu em uma rica família e ao final de sua vida morreu na Colômbia, sem desfrutar de uma vida de luxo. Certa vez perguntaram a ele: por que não se declarar imperador e ele respondeu, que gostaria de ficar conhecido na história não como imperador e sim como libertador.

Enfim, a ideia do Chavismo é se ancorar na imagem de Bolívar e cultivar difundir a mensagem de nacionalista extremo, voltado para uma esquerda socialista.

Agora retornando para os tempos atuais, a situação na Venezuela expõe sua fragilidade social, perseguições políticas, fim da liberdade de impressa, entre outras questões.

Conforme todos nós sabemos existem dois governos no País, um declarado pela Assembleia Constituinte Juan Guaido e outro Nicolas Maduro, um grupo de países intitulado grupo de Lima vem discutindo a questão da Venezuela, entre eles está o Brasil, os EUA, embora não faça parte oficialmente participam das reuniões.

Neste fim de semana alguns caminhões com ajuda humanitária foram impedidos pelo governo da Venezuela de entrar em seu território, esse pedido de ajuda foi feito pelo governo paralelo de Juan Guaido.

Maduro, acusa os Estados Unidos, de querer roubar o petróleo de seu Pais, que são imperialistas que querem dominar o mundo, apesar dessa criticar ter lá seu fundamento no sentido de que muitos Países convivem com um grande caos social, pessoas na miséria extrema, e são esquecidos pelo EUA, exemplo o Haiti, será que é por que lá não existe petróleo?

De fato, faz algum sentido sim a fala e Maduro, contudo, não podemos compactuar com as ações de um determinado grupo que é o chavismo, que está no poder a tanto tempo, querer se perpetuar para sempre e desrespeitando valores, perseguindo pessoas.

Espero que essas questões sejam resolvidas no campo das relações diplomáticas, pois um confronto armado mataria mais e mais pessoas inocentes, seria um grande problema econômico também, para toda a América do Sul, que está envolvida na discussão do grupo de Lima, com exceção da Bolívia e Uruguai. Uma guerra é sempre um desastre!

 

“O novo mundo deve estar constituído por nações livres e independentes, unidas entre si por um corpo de leis em comum que regulem seus relacionamentos externos”.

  • SIMON BOLIVAR

LUCIANO AUGUSTO O. LOPES é bacharel em Direito pela Sociedade Dom Bosco de educação e cultura - Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis - Divinópolis (2012). Advogado inscrito na Seccional OAB Minas Gerais, desde 2015, com ênfase em Direito Público, atuando nas áreas do Direito Eleitoral, Administrativo. Atua como Consultor Jurídico do IPGC (Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades). Possui diversos cursos voltados para o Marketing Político Eleitoral, tem experiência em campanhas políticas e na gestão de projetos políticos.Há habilidade em comunicação tendo atuado na função de radialista/jornalista

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas