Conecte-se conosco

Colunistas

E agora José? Seu telhado é de vidro!

Léo Junqueira

Publicados

em

É comum, que candidatos em suas campanhas apresentem soluções para tudo.

É impressionante a visão que eles têm sobre os mais diferentes assuntos e a gente fica pensando em como será maravilhoso uma nova gestão com tanta disposição para resolver todas as questões. Mas, quando esse candidato senta na cadeira de prefeito começa a ver que “o buraco é mais embaixo”.

Já se passaram mais de dois anos e Nova Serrana continua esperando que as promessas se tornem realidade. Uma triste ilusão! Fora os problemas de repasses financeiros do Estado ao município a falta de acessibilidade política, dificuldades em empregar todos os colaboradores de campanha e principalmente, a falta de qualificação dos assessores diretos, o mundo da política não poupa surpresas desagradáveis como consequência.

Na última semana o prefeito Euzébio vendo-se acuado por um simples pedido de esclarecimento de medidas óbvias resolveu reagir, como um mandatário da coisa pública, e pediu ao Ministério Público para “dar aquele jeitinho” e impedir o trabalho dos vereadores.

Ora, minha gente! Não é transparência que queremos? Não é verdade o ditado de “quem não deve não teme”? Ou teremos que mudar o sábio ditado para “quem não deve… com ferro será ferido”?

Em matéria publicada nesse Popular, o assunto de um áudio vazado (será?), o prefeito diz, que “agora é pau na moleira da COPASA”, empresa que tem feito o que quer com a população, sem nunca receber do poder executivo nenhuma medida mais eficaz para que resolvam o problema de abastecimento de água na cidade.

Qual será a dificuldade da prefeitura em resolver um problema tão sério para a população, para que só agora a empresa COPASA receba “pau na moleira”?

Será que existe mesmo esse “pau” ou será uma varetinha colorida para confirmar a ineficiência, o absurdo, a falta de atitudes para resolver um problema que se arrasta há anos?

Penso que a COPASA teria a obrigação de prestar contas ao município sobre seus problemas e tentar “construir” uma solução junto com o poder público e não se submeter ao dito “pau na moleira”. Caso isso venha acontecer teremos três tristes leituras do fato: a primeira, que durante todo esse tempo fomos enganados com argumentos pífios da COPASA. A segunda é a prefeitura ter negligenciado sua função de resolver o problema, sendo que é a detentora do contrato de prestação dos serviços, onde presumivelmente tem cláusulas de direitos e deveres. A terceira (e última) é que teremos que comprar baldes maiores para armazenar o líquido precioso, porque agora deve estar faltando água na casa do prefeito também.

Estamos assistindo o sofrimento do povo venezuelano por falta de comida, remédios e outros benefícios legítimos de uma nação. Precisamos aprender com a história, que problemas maiores começam assim, com a omissão dos governantes e a submissão do povo às explicações e justificativas sem fundamento.

É evidente que o telhado daquele referido candidato (e atual prefeito) é tão de vidro quanto os telhados dos seus antecessores, que cometeram pecados em suas gestões, mas não deixaram faltar água e nem admitiram que Nova Serrana ficasse de joelhos implorando pela água que não chega nas casas (mas as contas nunca falham).

E agora José? Esperamos que “agora é pau na moleira” mesmo e não seja um delírio para virar manchete de jornal.

LEONARDO VELOSO JUNQUEIRA é daqueles publicitários da época romântica, quando a comunicação ainda era feita com base no talento criativo. Foi sócio fundador da Insight Comunicação durante 22 anos prestando serviços de comunicação e marketing a grandes empresas, como Pastifício Santa Amália, Riclan (fabricante do Pircóptero e drops Freegell’s), Cera Inglesa, Calçados Jacob (Kildere), Café Brasil, Balas Santa Rita entre outras grandes empresas que fizeram histórias de sucesso. Trabalhou em grandes agências de publicidade em Minas e na área política, como publicitário, assessorou as prefeituras de Uberlândia, Varginha e Divinópolis além de desenvolver e coordenar inúmeras campanhas políticas, das quais destacamos a eleição de Zaire Rezende (Uberlândia), Maurinho Teixeira (Varginha), Paulo Tadeu (Poços de Caldas), Galileu Teixeira (Divinópolis), Paulo César (Nova Serrana), Toninho André (São Gonçalo do Pará) além de vários deputados estaduais e federais. Léo Junqueira é consultor de marketing, compositor, violeiro, escritor e colunista do Jornal O Popular

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas