Conecte-se conosco

Administração

Prefeito determina anulação de licitação de plano de saúde de servidores municipais e vereador vai ao Ministério Público

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Em Nova Serrana o prefeito municipal Euzebio Lago, publicou na tarde desta sexta-feira, dia 18  de janeiro, uma nota oficial informando que determinou a anulação do Processo Licitatório Nº 04/2018, que visa a contratação de empresa especializada no fornecimento de plano assistencial de saúde para os servidores públicos municipais de Nova Serrana.

Segundo informado na nota a anulação não trará prejuízo aos servidores. “Não haverá prejuízo aos beneficiários e a atual prestadora do serviço, Unimed Divinópolis – Cooperativa de Trabalho Médico, terá o contrato prorrogado até a conclusão de um novo processo”. Informou o executivo.

O comunicado informa que “a ação do chefe do poder Executivo é embasada no parecer da Procuradoria Jurídica do Município de Nova Serrana, que recomendou a anulação do ato que habilitou a empresa declarada vencedora, a SMV Serviços Médicos LTDA (Saúde Vida). A medida foi recomendada após análise jurídica, que visava homologar a licitação”.

De acordo com a prefeitura “a procuradoria verificou que um documento apresentando pela vencedora estava em desacordo com o previsto no edital. A empresa SMV Serviços Médicos LTDA (Saúde Vida) deixou de constar na declaração apresentada os credenciados para atendimento nas cidades de Conceição do Pará, Leandro Ferreira, Moema e Perdigão. Como a outra concorrente, Unimed Divinópolis, foi desclassificada por descumprimento de outras exigências do edital, na fase anterior, não restou ao chefe do poder Executivo outra alternativa, senão, anular todo o processo”.

O prefeito Euzebio Lago determinou à secretaria de Governo e Administração, providências no sentido de garantir a assistência aos beneficiários do plano. O contrato vigente deverá ser prorrogado por 90 dias para garantir a conclusão do novo processo de licitação.

Denuncia

O processo licitatório realizado na tarde de quinta-feira, dia 17 de janeiro, antes mesmo de ser anulado já poderia acarretar problemas legais para o executivo isso porque o vereador Willian Barcelos (PTB) foi ao Ministério Público (MP) e apresentou uma denuncia formal contra a licitação.

Na denuncia apresentada pelo vereador questionava o credenciamento hospitalar do Saúde Vida com hospital Matermed, convenio que teria sido firmado ainda no mês de janeiro de 2019, e ainda por se tratar de um hospital com apenas 13 leitos e tem capital social de apenas R$ 100 mil, e sendo assim não atenderia a demanda do servidos público municipal usuário dos convênios de saúde pelo executivo.

Barcelos ainda indicou ao MP que o representante da Unimed não se manifestou em apresentar impugnação, apesar do vereador o tê-lo incitado, o que para Barcelos significa um concluio entre os concorrentes.

Vale ainda ressaltar que a Unimed foi impedida de dar lances no processo licitatório por ter deixado de apresentar a certidão de Pleno Atendimento, sendo que a pregoeira ainda se manifestou informando que o representante a poderia fazê-lo de próprio punho, contudo o representante durante a sessão não se mobilizou a fazê-lo.

Por fim Barcelos ainda postou um vídeo nas redes sociais, onde se mostra satisfeito com o fato do prefeito ter anulado o processo licitatório que deixou brechas para que a lisura e a melhor aplicação para a população de Nova Serrana seja preservada.

Abaixo as denuncias apresentadas pelo vereador Willian Barcelos

Leia mais...
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas