Conecte-se conosco

Policial

Polícia prende suspeito confesso de ter cometido o homicídio de adolescente de 13 anos em Nova Serrana

Avatar

Publicados

em

Um dos crimes mais bárbaros ocorridos em Nova Serrana em 2019, foi rapidamente desvendado. O autor do homicídio de Deizzyná Fabrícia Linda Brandis, de apenas 13 anos foi o  padrasto do pai da adolescente.

Deizzyná foi encontrada morta com sinas de violência em Nova Serrana na última quinta-feira, dia 16 de maio quando a polícia então iniciou as investigações. Já nesta sexta-feira dia 17, o padrasto do pai da garota, quem ela inclusive chamava de avô, foi preso como principal suspeito e assumiu a autoria do crime.

Já no início das investigações, Drª Angelita Viviane afirmava que houve luta corporal na casa. “tudo indica que teve uma luta, ela pediu socorro, e às vezes as pessoas próximas não ouviram. Só uma vizinha por último ouviu, foi ao local e deparou-se com esta cena”. Informou Drª Angelita.

De acordo com as informações repassadas em coletiva a delegada afirmou que um homem, de 57 anos, foi até a casa da vítima para abusar sexualmente dela e, após a negativa por parte da adolescente, a estrangulou. “Naquele dia a vítima não teria ido ao trabalho. Ela estava doente, com suspeita de dengue, e ficou em casa e, infelizmente, o avô de consideração, ele é padrasto do pai da menina, morava próximo e já teria tentado abusar da vítima, da irmã dela e de outras pessoas, que foram ouvidas e confirmaram o histórico do investigado”. Informou Drª Angelita.

Ainda segundo apontado pela delegada ao ouvir o suspeito foi colhido a confissão da autoria do crime. “Conseguimos chegar até esse autor e ele confessou que no dia dos fatos foi até a casa da vítima com a intenção de abusá-la, de fazer sexo com a mesma. E com a negativa da vítima, ele entrou em luta corporal e, após, ele a esganou”, revelou a delegada.

Relembre o caso

Deizzyná Fabrícia Linda Brandis foi encontrada pelos familiares, quando chegaram em casa e se depararam com a jovem vítima que estava deitada na cama, com marcas de esganadura no seu pescoço, e com a cabeça submersa em uma banheira de dar banho em bebê.

O crime aconteceu por volta das 15h20, desta quarta-feira, dia 15 de maio, quando após acionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), uma viatura da Polícia Militar (PM) deslocou até a Avenida Amaral, no bairro Novo Horizonte, onde a princípio a informação era de uma mulher em óbito em cima de uma cama.

Chegando a residência os militares iniciaram a avaliação do local, vindo a acionarem a perícia, que realizou seus trabalhos, constatando que a adolescente foi vítima de um homicídio e ainda que no local houve luta corporal, sendo encontrados alguns objetos quebrados.

Foi ainda apurado pela polícia que a adolescente trabalhava como baba, ficou em casa sozinha na tarde desta quarta-feira porque sentia dores nas costas, segundo informado por sua mãe identificada como G L B de 34 anos.

Também foi verificado pela mãe da adolescente, que o telefone celular da sua filha desapareceu e segundo apurado junto a polícia a adolescente não tinha nenhum registro criminal.

Deizzyná Fabrícia Linda Brandis –  13 anos, vítima de homicídio

 

Fonte: G1/Arquivo Jornal O Popular

Foto capa: Reportagem TV Alterosa

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas