Conecte-se conosco

Policial

Polícia Civil prende suspeitos de duplo homicídio em Bom Despacho

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Após intensas investigações, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) conseguiu a prisão preventiva, nesta segunda-feira (26), de Maicon Rodrigues de Souza, 19 anos. Juntamente com Breno Gabriel Vargas da Silva, 20 anos, ele é apontado como um dos responsáveis pelo latrocínio que vitimou o coronel reformado da Polícia Militar Paulo Alberto Duarte, de 66, e Leonardo Henrique Borges Silva, 12, no município de Bom Despacho.


As diligências da PCMG indicaram para a hipótese de latrocínio, uma vez que foi encontrada com Breno, em abril de 2017, na cidade de Poços de Caldas, uma pistola semiautomática, marca Taurus, de propriedade de Paulo. Breno confessou à Polícia o crime, afirmando que teria agido sozinho. Contudo, os policiais civis recolheram provas de participação de um possível coautor, sendo identificado o suspeito Maicon, que estava foragido desde o ano passado e foi localizado em Bom Despacho, ao retornar do Norte de Minas para a casa dos avós.

De acordo com a Delegada responsável pelo inquérito policial, Angelita Viviane Soares Alves, no dia 7 de abril, Breno e Maicon se dirigiram a um matagal na zona rural da cidade para buscar uma motocicleta de propriedade de Breno que estava escondida. Ao verem Paulo Alberto dirigindo pela região, resolveram pedir carona. Já no interior do veículo da vítima, Breno se interessou em roubar a arma do coronel reformado e, contra a vontade da vítima, portou a pistola e atirou contra ela e o adolescente que também se encontrava no automóvel. “Em seguida eles fugiram em meio ao matagal, deixando dois capacetes dentro do veículo”, informou a Delegada, que adiantou, ainda, que Maicon nega participação no crime. “Ele disse apenas que a arma subtraída foi posteriormente vendida a um adolescente na cidade”, concluiu.

*Foto: PCMG divulgação

Leia mais...
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas