Conecte-se conosco

Editorial

Pizza e seus sabores!

Publicados

em

Em Brasília o ex-presidente e senador Fernando Collor de Melo foi ouvido nesta semana pela investigação Lava Jato. Poderia ser cômico se não fosse trágico o fato do senador ter sido eleito após ter passado por processo de impeachment e ter deixado a presidência da república pela porta de trás.

Collor foi eleito como senador por dois motivos. O primeiro pelo fato de que no Brasil o eleitor não tem tanta memória, e esquece com facilidade os crimes que foram cometidos pelos nossos políticos de estimação simplesmente por receber alguns “favores e mimos”, em forma de benefícios.

O segundo motivo é porque nas terras tupiniquim onde exista a saudação da mandioca, e o vento é embalado, o prato principal servido na política, federal, estadual e como não podia ser diferente é a famosa Pizza.

A Pizza e seus sabores fazem parte de todos os cenários políticos, tem para todos os gostos, para quem gosta de pizza de aves, com os tucanos no poder, para quem gosta de pizza com peixes, melhor afirmando traíra, para quem gosta do MDB, e também pizza de carne, encabeçada pelo papelão feito pelo governo Petista que se envolveu em escândalos da mais variadas dimensões e setores.

Se tratando de município a pizza tem o sabor de CPI da Copasa, CPI da Saúde, Investigação de Contratos Públicos, e como disse Jadir Chanel, que já sentiu esse cheiro no ar, ou já viu esse filme, Pizza nas licitações da Saúde.

Não sabemos por quais motivos ao certo, mas a sensação é que todo o rebuliço não vai dar em nada é tão grande que nos faz perder o interesse pelo futuro político de nossa cidade.

As coisas às vezes estão tão escancaradas que por si perdem a validade, e quando vemos vereador e secretários se degladiando para defender empresas privadas, percebemos que a pizza já está no forno e dentro de algum tempo, mais precisamente 120 dias servida.

Se os 120 dias não for o tempo necessário para assar a CPI dos contratos públicos da UPA, teremos mais 120 dias e dai, adivinha caro leitor, estaremos já no fim deste ano, no mês de novembro, prontos para encerrar a trajetória da atual gestão que estará já em caminho de sua reeleição.

Quando falamos em gestão não estamos aqui a crucificar o atual prefeito e seu corpo de secretários, mas também falamos dos vereadores que estão nessa etapa, doidos para mostrar serviço e ganhar o apelo popular.

A pizza será paga com obras, com falas, com vitrine, com holofotes com votos e quiçá com dinheiro vivo. Alguém vai colher os lucros desta conta, porém temos que lembra quem somos nós, populares neste processo.

Nós não somos aqueles que ficam dentro dos granfinos estabelecimentos construídos com recursos públicos comendo saboreando a apetitosa massa italiana. Nós populares somos dos que ficam do lado de fora, saboreando o cheiro da massa, mas trabalhando manobrando os carrões dos políticos, torcendo para algumas sobras da mesa ou sonhando com dias melhores.

Nós ficamos do lado de fora sonhando com uma saúde de qualidade, com escolas com infraestrutura de qualidade, com ruas e bairros seguros, com lazer e qualidade de vida.

Nós em Nova Serrana assim como em todo o Brasil vivemos sonhando com os dias em que a Pizza não será mais sinônimo de corrupção, imoralidade ou omissão e efetivamente a justiça, as leis e os valores serão degustados com pedaços saborosos ofertados a todos, sem que o berço político fale mais do que o mérito.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas