Conecte-se conosco

Economia

Pesquisa aponta que três em cada quatro no país aprovam comércio no domingo

Israel Silveira

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.
Quase metade acha que abertura deveria ocorrer em horário reduzido

A maioria dos brasileiros aprova a abertura do comércio aos domingos e feriados.

Pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em convênio com o Sebrae, revela que 74,6% dos brasileiros acham importante abrir as lojas de rua, shoppings e supermercados aos domingos e feriados, sendo que 45% consideram que deveriam ser abertas em horário reduzido e 29% em horário normal de funcionamento.

O levantamento, feito em dezembro e divulgado na noite da última segunda-feira, mostra que, para 69% dos entrevistados, se todos os estabelecimentos comerciais funcionassem aos domingos nos mesmos horários que abrem de segunda a sexta, aumentaria o número de vagas de emprego no mercado, sendo que 43% acreditam que aumentariam as vagas de emprego em shoppings, 42% em lojas de rua e 39% em supermercados.

O governo lançou em novembro de 2019 a Medida Provisória (MP) 905, que criou o Programa Verde e Amarelo, que altera a legislação trabalhista e que possibilita, entre outras medidas, a ampliação da possibilidade do trabalho aos domingos e feriados para todas as categorias.A MP foi prorrogada e deverá ser votada até abril de 2020.

Apesar de a permissão de trabalho nesses dias já estar prevista em lei específica, o setor depende de convenções coletivas e legislação municipal para colocar seus funcionários para trabalhar fora dos dias úteis.

Em nota, o presidente da CNDL, José César da Costa, disse que a aprovação da medida é fundamental para o crescimento das vendas, para o aquecimento da economia e para a geração de empregos. “Essa é uma luta antiga do setor de comércio, que trará importantes conquistas para o Brasil. Permite ao setor otimizar a mão de obra para atender às demandas em horários de mais movimento e dias que o consumo pode aumentar, como o domingo. Além, disso, mais dias de trabalho significa a geração de mais empregos”, defendeu Costa.

De acordo com a pesquisa, o porcentual de pessoas que topariam um emprego que trabalhasse aos domingos é de 58%, menor do que os 74,6% que aprovam a abertura as lojas nos fins de semana e feriados. Outros 27% não aceitariam de jeito nenhum.

De acordo com a pesquisa, 39% dos entrevistados costumam fazer compras aos domingos e feriados. Outros 39% compram apenas às vezes e 18% não têm esse costume.

  • Fonte: O Tempo

Mais lidas