Conecte-se conosco

Economia

Número de beneficiados do Bolsa família recua em Nova Serrana

Publicados

em

Quase 700 famílias são assistidas pelo programa do Governo Federal

Após atingir, em 2017, o maior número de assistidos, o programa Bolsa Família do Governo Federal beneficia um volume menor de inscritos neste ano em Nova Serrana. Dados do Portal da Transparência revelam que 699 famílias do município estão inscritas no programa representando 12,51% a menos quando se confronta com 2017.

Conforme os dados disponibilizados pela União, no ano passado 799 famílias estavam recebendo o benefício na cidade. Foi o período com maior volume de pessoas assistidas pelo Bolsa Família no município.

Em 2014, último dado atualizado pelo Governo Federal, Nova Serrana beneficiava 717 famílias. No ano seguinte, foram 716 assistidos e, em 2016, o menor número de beneficiados: 679.

As 699 famílias da cidade beneficiadas já receberam juntas R$ 357,2 mil neste ano. O valor beneficiou 0,95% da população de Nova Serrana, conforme os dados do Portal da Transparência.

O benefício recebido é variável e passar ser de R$ 41 por pessoa da família até o limite R$ 205 por grupo familiar.

2017 – No ano passado, o programa distribui R$ 873,9 mil para todas as 799 famílias cadastradas na cidade.  O valor em relação ao total da população é de 1,08%, de acordo com os dados do portal. Uma no ano antes, o governo Federal distribui para a cidade R$ 971 mil para as 679 famílias, representando 0,92% do total da população do município.

BRASIL – número de beneficiados também registrou queda em todo o Brasil. O número de domicílios beneficiados pelo Bolsa Família recuou de 5,3 milhões em 2016 para 5,2 milhões em 2017, ou seja 100 mil unidades residenciais a menos, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo com Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o programa de transferência de renda atende famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza, com renda familiar mensal per capita de até R$ 178 e R$ 89 respectivamente.

Além da complementação de renda, o programa garante acesso a direitos como educação, saúde e assistência social, e articulação com outras ações visando o desenvolvimento das famílias beneficiárias.

As famílias interessadas em entrar no programa devem se inscrever no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. O cadastramento pode ser feito nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou na gestão municipal do Bolsa Família e do Cadastro Único.

Atualmente, o programa transfere recursos a 13,7 milhões de famílias em todos os municípios do Brasil.

  • foto divulgaão
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas