Conecte-se conosco

Economia

38 empresas de Nova Serrana participam da Francal 2018

Publicados

em

Feira que é considerada o principal evento para apresentação de coleção primavera verão depara com momento difícil para o setor, mas sinaliza retomada para segundo semestre

Aconteceu entre os dias 16 e 19 de julho a 50ª edição da Francal. Nessa edição da feira calçadista participaram do evento mais de 450 expositores, destes 38 representaram o polo Calçadista de Nova Serrana para apresentar as coleções de primavera-verão.

Na feira, que é a principal mostra calçadista brasileira para a temporada quente realizada no Expo Center Norte, em São Paulo/SP, os participantes sinalizaram uma retomada das vendas do setor após um primeiro semestre abaixo da expectativa.

“Foi uma mostra satisfatória e um impulso fundamental que pode representar uma retomada das vendas ainda no segundo semestre”, acrescenta o dirigente. Afirmou o presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Heitor Klein.

Por sua vez o presidente da Francal, Abdala Jamil Abdala, destaca a importância da mostra, com o estímulo dos negócios mesmo em um ambiente conturbado para o setor calçadista.

“Neste ano, realizamos uma feira completamente diferente, não só em termos de fomento dos negócios, mas também na oferta de experiências que vão inspirar os lojistas em seus estabelecimentos e de muito conteúdo sobre o que há de mais moderno em comércio eletrônico, tecnologia e consumo”, avalia Abdala.

NOVA SERRANA – Representando Nova Serrana, 38 empresas calçadistas expuseram os produtos fabricados no município apresentando os lançamentos da estação primavera-verão e atrai anualmente milhares de visitantes de todo o mundo.

Segundo o setor de comunicação do executivo municipal a participação das empresas aconteceu com o apoio da prefeitura de Nova Serrana, que subsidiou a ida dos empresários e um espaço exclusivo para as empresas do Polo no evento.

MOMENTO DIFÍCIL – Uma das maiores fabricantes de calçados do País, a Beira Rio, sentiu os reflexos do atual momento econômico brasileiro na Francal. Sem abrir números, a diretora comercial e de marketing da empresa, Maribel Cristiane da Silva, conta que esperava uma visitação maior. “Estar presente em feiras do porte da Francal é, acima de tudo, uma necessidade de relacionamento com mercado e respeito ao nosso cliente”, comenta, destacando que nesta edição as vendas ficaram abaixo do esperado, o que é também é um reflexo das dificuldades encontradas no mercado doméstico.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas