Conecte-se conosco

Cidadania

Nova Serrana possui em média um veículo para cada dois habitantes

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

A cidade que mais cresce em Minas Gerais também apresenta um desenvolvimento no número de veículos. Substancialmente com uma média de crescimento de quase 3 mil habitantes por ano segundo o IBGE, Nova Serrana obtém em 2019 uma frota de 43.578 veículos.


Os números da frota do município representam um percentual expressivo de veículos por habitantes na cidade. Aproximadamente a cada 2,5 habitantes de Nova Serrana existe um veículo.

A média de veículos no município aponta que a cidade tem aproximadamente o dobro de veículos quando comparado ao número de residências. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e estatísticas (IBGE) Nova Serrana tem aproximadamente 22 mil residências, ou seja existem na cidade cerca de 2 veículos para cada casa.

Ainda quando comparados os dados de residências com a frota da cidade, informada pela Secretaria Estadual da Fazenda (SEF), identificamos que existe praticamente um carro para cada casa de Nova Serrana.

O Município tem registrado em agosto de 2019, 21.064 carros, enquanto o IBGE aponta que a cidade conta com 21.901 moradias, se os carros forem somados as caminhonetes, que de acordo com a SEF são 4.034 registradas na cidade, teremos mais de um carro para cada residência.

A frota de motocicleta atingiu segundo a SEF o quantitativo de 17.665 é superior a população de jovens de Nova Serrana, contabilizada em 17.453 pessoas com idade entre 15 e 24 anos.

Inadimplência

Somente a frota de veículos de Nova Serrana geraria em Imposto Sobre Veículo Automotor (IPVA) uma o montante de R$22,7 milhões, contudo quase 20% deste valor ainda está inadimplente.

Segundo a SEF, 82% do IPVA foi quitado até o mês de agosto, de 2019, o que representa uma perda para os cofres públicos de mais de R$ 4 milhões. Destes mais de R$ 2 milhões são referentes aos carros e aproximadamente R$ 500 mil, são de motocicletas que ainda não quitaram o IPVA no ano de 2019.

 

Mais lidas