Conecte-se conosco

Colunistas

Nova dinâmica – tribuna – trânsito – redes sociais – qualidade de vida

Welder Gontijo

Publicados

em

NOVA DINÂMICA – TRIBUNA – TRÂNSITO – REDES SOCIAIS – QUALIDADE DE VIDA

Ocorreu na noite da ultima terça feira, a trigésima quarta reunião ordinária da câmara municipal de vereadores deste ano. Destoando substancialmente da reunião anterior, logo de inicio, uma enérgica intervenção foi tomada pela Presidente interina, Terezinha do salão que com uma fala bem taxativa, pontuou que não aceitaria mais que excessos fossem cometidos durante a sessão plenária. Com a medida adotada, foi notória a celeridade e rendimento dos trabalhos proporcionados pela nova dinâmica que tomou conta da reunião.

DINÂMICA

Solicitou a Presidente que os vereadores ao utilizarem seu tempo regimental, que o faça em três minutos, prorrogáveis por apenas um minuto a mais para as considerações finais, que evitem citar o nome do colega desnecessariamente ou intencionalmente, ofertando assim o direito a réplica. Informou ainda, que caso o tempo determinado fosse ultrapassado, que o microfone seria cortado. Disse também que o regimento interno do legislativo municipal, a partir de então, será fielmente cumprido.

PARECERES

De acordo com a Presidente todos os projetos que tem passado pela casa, estão em consonância com o prazo regimental estabelecido. Que para serem levados a plenário para votação que os mesmos devam estar amparados no mínimo por pareceres contábil e jurídico ou outro, caso haja a necessidade. Relatou ainda que mesmo que um projeto tenha parecer contrário, ainda assim ele será levado às comissões e posteriormente a plenário. Incisivamente pontuou a Presidente “dizer que não precisa de parecer para ser votado? Se não precisa, não precisa de câmara de vereadores, não precisa de ter vereadores, não precisa ter a mesa diretora, por que se a lei existe, vamos segui-la. Se o projeto é bom, nenhum vereador deixará de votar. Agora, por que sou eu, uma mulher ocupando esta cadeira, eu não vou deixar nenhum projeto passar sem ter parecer… Então hoje, este é o meu recado, a câmara vai andar sim, de acordo com a lei, vai ser respeitada e vai ter o nome bom lá fora”.

TRIBUNA

Inscrito para uso da tribuna, cobrou o vereador Zé Alberto a execução das obras de infraestrutura, prometida para a parte superior da cidade. Utilizando-se do telão da casa legislativa, relembrou o vereador da audiência publica que discutiu a aprovação do projeto de lei 58/2019. Finalizando, disse o vereador, que foi uma grande pressão pela aprovação, mas que até o momento, não houve sequer um palmo de asfalto executado.

LÍDER

De acordo com o líder do governo, mesmo possuindo a autorização de empréstimo aprovada em âmbito legislativo, ainda não foram disponibilizados os recursos pelo agente financeiro. Informou que todas as exigências impostas para a contratação do aporte foram cumpridas pelo executivo municipal e que aguarda a liberação do mesmo.

TRÂNSITO

Parece que a situação vivida com o caótico trânsito do município, tem feito os vereadores perderem a paciência. Na semana anterior, o vereador Cabral cobrou uma solução para a travessia de pedestres, próximo à rodoviária, indicando inclusive a extensão da passarela sobre a BR 262, ligando até o estacionamento da rodoviária. Já o vereador Zé Faquinha, destacou que os pedidos e ofícios encaminhados à superintendência de trânsito têm sido negados ou não atendidos e que há agentes políticos se aproveitando da situação para fazer campanha eleitoral. Intervindo, corroborou Dóia Ceará e Remirton da floricultura com as afirmações do colega.

REDES SOCIAIS

Tem ganhado repercussão nas redes sociais, um pequeno texto que retrata o momento vivido pela população de Nova Serrana. A vida em Nova Serrana é linda, porém, não é fácil!
Ao contrário do que muitos pensam aqui em Nova Serrana temos a vida muito corrida, trabalhamos muito. Chegamos a trabalhar de 08 a 12 horas por dia, saímos bem cedinho de casa e só voltamos à noite. As nossas despesas são altas. Às vezes falta tempo para estudar porque é preciso trabalhar, tem que pagar aluguel caro que é um dinheiro sem volta, Nova Serrana literalmente é a terra onde “o filho chora e a mãe não vê”, onde tu perdes seus familiares e amigos e não pode se despedir. Ah sim, tu deves estar te perguntando se vale a pena? Sim vale! Aqui é lugar de superação, onde também enfrentamos grandes desafios (saudades, muitas vezes solidão, adaptações a culturas diferentes) Nova Serrana nos faz forte, nos faz guerreiros. Por isso quer vir para cá? Seja guerreiro e não pense que tudo é um mar de rosas… seja como a Águia, vá ao topo da montanha, troque suas unhas, suas penas e se prepare, pois somente depois de muita dor você irá dar voos altos”.
Autor desconhecido.

QUALIDADE DE VIDA

Para quem vive a vinte, trinta, quarenta anos ou mais em Nova Serrana, já presenciou diversas mudanças e especialmente muitas evoluções. Do cercado, produtora de calçados artesanais a capital nacional do calçados esportivo, de produtos diferenciados. Com perfil de prosperidade, mas extremamente acolhedor, de um povo miscigenado, ainda tão jovem, mas voraz em termos de crescimento. A menina dos olhos do centro-oeste de minas cresceu e tem visto seus filhos se multiplicarem e se estabelecerem, mas com pouca qualidade de vida. É fato que com o crescimento e envelhecimento de sua população a qualidade de vida tem sido a cada dia mais cobrada e necessária. É comum vislumbrarmos propostas políticas que visem substancialmente o desenvolvimento econômico de nossa cidade, mas como a população se modificou, se faz extremamente necessário, políticas públicas eficazes que visem não só o bem estar dos idosos, mas de toda sociedade. Cidades que promovem políticas públicas como atividades cotidianas de promoção e prevenção a saúde, culturais, de desenvolvimento sustentável, cuida e protege o seu meio ambiente, desenvolve práticas de convívio social, tem um índice de desenvolvimento humano – IDH – acima das outras. É chegado o momento da cidade que mais cresce em Minas dar mais qualidade para aqueles que contribuíram e contribuem para o seu desenvolvimento.

FRASE DA SEMANA

“O governo e o congresso têm exigido muitos sacrifícios dos trabalhadores. Passou da hora de a classe política dar o exemplo, e nada melhor do que cortar na própria carne, diminuindo o número de deputados e senadores. Economia é exemplo que vem de cima.” Álvaro Dias – Senador – Podemos – PR. Autor da PEC 12/2019, que propõe a redução do número de parlamentares.

WELDER GERALDO GONTIJO é advogado e contador, especialista em Direito e Processo do Trabalho, articulista político, foi secretario municipal de Nova Serrana na gestão 2013/2016.

Continue Lendo
Propaganda

Mais lidas