Conecte-se conosco

Abuso Sexual

Mulher chama a polícia e diz que tem sido estuprada pelo próprio marido

Israel Silveira

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Ela relatou que, de duas a três vezes por semana, era forçada a manter relações sexuais com o marido, que não tinha passagens policiais


Em uma residência de Frutal, no Triângulo Mineiro, uma mulher de 43 anos acionou a Polícia Militar (PM), na tarde de sexta-feira (24/9), e disse que vem sendo agredida fisicamente, mantida em cárcere privado e estuprada pelo próprio companheiro, de 47 anos. Ela não relatou exatamente há quanto tempo os supostos crimes acontecem.

O suspeito negou as acusações e relatou que impede a mulher de sair de casa para que ela não consuma bebida alcoólica, pois ela, que teria depressão, quando bebe altera o seu estado emocional. Não consta no Boletim de Ocorrência passagens policiais do suspeito.

Por outro lado, a suposta vítima disse que é constantemente agredida com socos, chutes, tapas e empurrões, sendo que o último dia de agressões teria sido na quinta-feira (24/9).

Ainda conforme o registro policial, a mulher disse que de duas a três vezes por semana o companheiro mantém relações sexuais com ela de forma forçada.

Questionada pelos militares porque ela nunca denunciou o companheiro, ela disse que não queria prejudicá-lo, porém, ontem acabou acionando a PM, que a encontrou do lado de fora de sua casa, na companhia dos filhos.

A mulher ainda afirmou aos militares que se identifica como bissexual e que tem sentimentos por outra mulher, mas que nunca teve coragem de contar ao marido e aos filhos. Além disso, afirmou que estava pensando em se embebedar para ter coragem de contar o seu segredo.

Segundo o registro da PM, tanto a mulher quanto o homem foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Frutal para as próximas providências.

O que é relacionamento abusivo?

Os relacionamentos abusivos contra as mulheres ocorrem quando há discrepância no poder de um em relação ao outro. Eles não surgem do nada e, mesmo que as violências não se apresentem de forma clara, os abusos estão ali, presentes desde o início. É preciso esclarecer que a relação abusiva não começa com violências explícitas, como ameaças e agressões físicas.

A violência doméstica é um problema social e de saúde pública e, que quando se fala de comportamento, a raiz do problema está na socialização.  Entenda o que é relacionamento abusivo e como sair dele .

Como denunciar violência contra mulheres?

  • Ligue 180 para ajudar vítimas de abusos.
  • Em casos de emergência, ligue 190.
O que é violência física?

  • Espancar
  • Atirar objetos, sacudir e apertar os braços
  • Estrangular ou sufocar
  • Provocar lesões

O que é violência psicológica?

  • Ameaçar
  • Constranger
  • Humilhar
  • Manipular
  • Proibir de estudar, viajar ou falar com amigos e parentes
  • Vigilância constante
  • Chantagear
  • Ridicularizar
  • Distorcer e omitir fatos para deixar a mulher em dúvida sobre sanidade (Gaslighting)

O que é violência sexual?

  • Estupro
  • Obrigar a mulher a fazer atos sexuais que causam desconforto
  • Impedir o uso de métodos contraceptivos ou forçar a mulher a abortar
  • Limitar ou anular o exercício dos direitos sexuais e reprodutivos da mulher

O que é violência patrimonial?

  • Controlar o dinheiro
  • Deixar de pagar pensão
  • Destruir documentos pessoais
  • Privar de bens, valores ou recursos econômicos
  • Causar danos propositais a objetos da mulher

O que é violência moral?

  • Acusar de traição
  • Emitir juízos morais sobre conduta
  • Fazer críticas mentirosas
  • Expor a vida íntima
  • Rebaixar por meio de xingamentos que incidem sobre a sua índole
  • Fonte: Estado de Minas
Leia mais...
Propaganda

Mais lidas