Conecte-se conosco

Policial

Homem agride garota de programa e põe fogo em quarto de motel na Pampulha

Avatar

Publicados

em

Um homem de 34 anos pôs fogo em um quarto de motel no bairro Castelo, na região da Pampulha, em Belo Horizonte, após agredir uma garota de programa, de 47, que estava com ele no local, na manhã de quarta-feira, 11 de novembro.

O crime aconteceu em um motel localizado na avenida Presidente Tancredo Neves.

“A ocorrência iniciou com o acionamento dos funcionários do estabelecimento dizendo que havia um desentendimento entre o casal dentro do quarto. A mulher conseguiu sair, quando chegamos já visualizamos essa vítima muito machucada. Ela contou que o autor passou no ponto de trabalho dela, na orla da lagoa da Pampulha, de lá seguiram para o aglomerado Cabana do Pai Tomás (região Oeste da capital) para que ele pudesse comprar cocaína”, explicou o tenente Heberth Santos, do 34 Batalhão de Polícia Militar.

Em seguida, o casal deslocou para o motel, onde pediu uma pernoite. Ainda conforme o relato da mulher para os militares, apenas o homem usou a droga e, quando ela começou a se preparar para ir embora, ele teria surtado.

“Ela contou que estava trocando de roupa para ir embora. Como ele havia feito uso de cocaína, iniciou um desentendimento. Ele começou com as agressões batendo a cabeça dela contra a parede e dando socos nela, que ficou com o rosto bastante machucado”, detalhou o militar.

Quando a polícia chegou, o quarto estava trancado e saía uma fumaça de dentro dele. Os militares arrombaram a porta do quarto, mas não havia segurança para que pudessem entrar.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para controlar as chamas. “O autor estava insconciente, caído no banheiro do quarto. Foi necessário quebrar um vidro e a porta para que ele fosse resgatado”, disse o militar.

Manobras de ressuscitação

Segundo os bombeiros, o homem teve queimaduras de segundo grau e foi necessário realizar manobras de ressuscitação cardiopulmonar, sendo que os sinais vitais do ferido voltaram instáveis.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foi acionada. Os  feridos foram encaminhados ao Hospital de Pronto Socorro João XXIII. O homem está internado sob escolta policial.

A perícia da Polícia Civil trabalha no local.

Quarto foi quase todo danificado, diz dono de motel

De acordo com o dono do motel, que preferiu não ser identificado, o quarto ficou quase totalmente danificado. Ele chegou ao estabelecimento cerca de 20 minutos após o início da confusão.

“O quarto danificou praticamente 100%. Queimou colchão, armário e outros objetos. Ainda não se sabe como ele colocou o fogo porque a mulher saiu antes. Agora vou ter que arcar com todo o prejuízo. No momento em que aconteceu isso tinham três funcionários aqui e outros dois clientes. Não houve alarde”, contou.

Segundo ele, o motel começou a funcionar na região há quatro meses, e não havia sido registrado nenhum outro problema anterior.

“Eles hospedaram normalmente, por volta das 3h, igual qualquer outro casal e, quase no horário de ir embora, o cidadão agrediu a mulher. Ela conseguiu sair e ele colocou fogo no colchão. Não tem como evitar coisas assim, a partir do momento que o cliente hospedou, ele tem que ter toda a privacidade. O que ele vai fazer lá dentro, a gente não tem controle mais”, afirmou.

Além disso, a atenção da gerante contribuiu para que a garota de programa conseguisse escapar mais rápido do quarto. A funcionária escutou a briga e interfonou para a suíte. “Assim que ela interfonou, a companheira do cidadão conseguiu sair do quarto. Se tem um barulho estranho dentro do motel, os funcionários estão prontos para resolver”, finalizou.

Fonte: CAROLINA CAETANO – O TEMPO

Foto: Alex de Jesus/O TEMPO

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br"
A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Mais lidas