Conecte-se conosco

Economia

Greve Geral: Manifestações acontecem em São Paulo e mais 11 Estados Brasileiros

Avatar

Publicados

em

O sistema de transporte público na capital paulista opera parcialmente na manhã de hoje. Parte dos trabalhadores do setor aderiu a uma greve contra a reforma da Previdência. O mais afetado é o metrô, que tem estações fechadas, mas as que estão na região central operam. Ônibus e trens funcionam normalmente.

Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), o trânsito na cidade está dentro da média nesta manhã. O rodízio municipal de veículos foi mantido, segundo a prefeitura. Os horários de restrição no centro expandido são das 7h às 10h e das 17h às 20h. Hoje, a restrição é para os veículos com placa final nove ou zero.

Trânsito em São Paulo

Na rodovia Régis Bittencourt, alguns focos de manifestações foram registrados no começo do dia. Bloqueios na altura dos quilômetros 273, em Taboão da Serra, e no 281, em Embu das Artes, já foram liberados, mas o trânsito nesses pontos enfrenta lentidão até a normalização do tráfego.

Na rodovia Hélio Smidt, sentido aeroporto de Cumbica, também houve um protesto, com fogo ateado em pneus. Mas a região já foi liberada.

Na rodovia Anhanguera, às 6h55, havia tráfego interrompido na pista expressa, sentido interior-capital, na altura do quilômetro 18. Já na altura do quilômetro 96, o bloqueio de manifestantes é na região da cidade de Campinas, no sentido capital-interior. Por volta das 7h15, a PM (Polícia Militar) começou a limpar a pista para que ela seja liberada.

Na avenida dos Estados, na região de Santo André, na Grande SP, manifestantes atearam fogo em pneus. A PM liberou a via por volta das 6h45.

A CET aponta que bloqueios em vias da zona oeste da capital paulista, como as avenidas Francisco Morato e Afrânio Peixoto, já foram encerrados, com o tráfego liberado. Foram realizados protestos também na avenida 23 de Maio, na altura do centro, perto da praça da Bandeira, e na avenida Sapobemba, na zona leste.

Manifestações em outras capitais

Existem também registros de mobilizações em todas as regiões e 12 estados do país, com destaque para Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Maceio, Distrito federal e Paraná.

Foto: NACHO DOCE/REUTERS

Fonte: Uol/ Web

Mais lidas