Conecte-se conosco

Economia

Fora do Minas Consciente, Uberlândia volta a abrir comércio parcialmente

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.
Apesar de estar sob um decreto que era válido até 09 de abril, a Prefeitura de Uberlândia resolveu mudar as regras e permitir parcialmente o atendimento presencial do comércio na cidade do Triângulo Mineiro. Inclusive está suspensa a lei seca. Por outro lado, ainda há restrições, como a manutenção do toque de recolher entre 20h e 5h e horário de abertura reduzido do setor lojista.
De acordo com o novo decreto publicado pelo município, restaurantes, praças de alimentação, pizzarias, sorveterias, bares e lanchonetes poderão receber clientes entre 10h e 18h de segunda a sexta-feira. Após esse horário, é possível fazer entregas até 22h. As entregas também serão a única forma de funcionamento permitida durante o fim de semana para essas empresas.
A venda de bebidas alcoólicas poderá acontecer até 18h de segunda a sexta, sendo permitido posteriormente por meio de entrega. Esta regra também vale para sábados, domingos e feriados.
Shopping Centers, galerias, pátios, condomínios de lojas também poderão reabrir entre 10h e 18h. Já as lojas do centro da cidade e demais bairros terão permissão para receber clientes entre 9h e 16h. Em ambos os casos.
As academias terão dois horários para atender o público, sendo entre 6h e 10h, e depois entre 15h e 19h. As atividades presenciais neste caso serão de segunda a sábado, com agendamento. Os clubes também poderão reabrir até aos sábados, mas das 6h às 18h para a práticas de esportes individuais e sem atividades de recreação.
Salões de beleza e barbearias reabrem entre 10h e 18h até sábado, e atividades religiosas seguem sem restrição de abertura, exceto no horário do toque de recolher, mas com capacidade limitada a 30% do total, sendo que essa porcentagem não pode extrapolar 50 pessoas.

Justificativa

O novo decreto vale até 16 de abril, e por meio de redes sociais o prefeito Odelmo Leão (PP) justificou que a abertura do comércio, mesmo que parcial, é possível nesse momento por causa do aumento da capacidade de UTIs, tanto na rede pública quanto na rede privada, diminuição da fila de espera para leitos, na ampliação da capacidade de atendimentos nas UAIs para quase 800 novos pontos de oxigênio e na evolução da vacinação, que chegou a quase 10% da população. Além da tendência de queda na incidência de casos na cidade. Não foram divulgados números, contudo.


“Sempre buscando o equilíbrio entre saúde e economia, vamos fazer uma reabertura gradual de algumas atividades econômicas em Uberlândia. Isso não significa que vencemos a COVID, longe disso. Mas como sempre disse a vocês, estamos atentos a todas as consequências trazidas pela pandemia. Sigamos nos cuidando, evitando aglomerações, higienizando sempre as mãos e usando máscaras”, disse o prefeito.

A cidade segue com 100% dos leitos de UTI ocupados, mas segundo a prefeitura, as filas que geram demanda para esse tipo de leito reduziram. A cidade contabiliza 83.414 casos de COVID-19 e 1.853 mortes pela doença

Fonte: por Vinícius Lemos –  EM

Foto: Reprodução/Wikimedia/will7

Mais lidas