Conecte-se conosco

Saúde

Em Minas, termômetros devem marcar até 3°C nesta sexta; frio exige mais atenção à COVID-19

Israel Silveira

Publicados

em

Separe o agasalho e o cobertor. Os termômetros de Minas Gerais podem marcar até 3°C na madrugada desta sexta-feira (8). A previsão é do Instituto Nacional de Metereologia (Inmet).

Segundo o meteorologista Lizandro Geniaki, o tempo deve ficar nublado na maior parte do dia, com possibilidade de leves pancadas de chuva. A máxima prevista é de 22°C.

“Isso ocorre por causa de uma massa de ar frio e seco, comum nessa época do ano, que vem lá do Pacífico. Ela deve permanecer no estado até o início da semana que vem”, explica Lizandro.

No Sul de Minas, a queda na temperatura será ainda mais brusca. Cidades como Maria da Fé e Monte Verde devem marcar até 3° nesta sexta (8).

Atenção ao coronavírus

Profissionais de saúde alertam para o fato de que o frio favorece a disseminação de doenças respiratórias virais, incluindo a COVID-19. Segundo a Sociedade Mineira de Infectologia, a diminuição de temperatura, da umidade relativa do ar e dos raios solares conferem mais estabilidade aos micro-organismos. Com o frio, as pessoas também tendem a se aglomerar em ambientes fechados, o que aumenta a concentração de vírus e bactérias no ambiente. Por isso, os especialistas recomendam que as janelas sejam mantidas sempre abertas.

Ainda de acordo com a Sociedade Mineira de Infectologia, a variação da temperatura também afeta o sistema imunológico, provocando queda da imunidade – e consequente multiplicação de vírus e bactérias já presentes organismo. As pessoas ficam, portanto, mais vulneráveis a infecções simultâneas, o que é particularmente perigoso durante a pandemia de coronavírus.

Diante desse cenário, médicos orientam que a população não perca a oportunidade de se vacinar contra a Influenza, o vírus da gripe. Sobretudo a parcela que integra o grupo de risco do Sars-CoV-2, o causador da COVID-19, ou seja: idosos, pessoas com doenças crônicas (diabetes, hipertensão, asma e correlatos), crianças até 5 anos e obesos.

A segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação, voltada a esse público, além de professores das redes pública e privada, vai até esta sexta (8). A terceira e última fase terá início em 9 de maio, com foco na faixa etária de 55 a 59 anos, gestantes, mães no pós-parto e pessoas com deficiência.

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

JORNAL O POPULAR – A NOTÍCIA COM DEVE SER

Leia mais...
Propaganda

Mais lidas