Conecte-se conosco

Atualidade

Em apenas um dia site para bloqueio de chamadas de telemarketing registra 620 mil cadastros

Avatar

Publicados

em

O site Não Me Perturbe lançado nesta sexta-feira, 16 de julho, registrou, até as 17h do dia do seu lançamento, cerca de 620.000 cadastros de consumidores que não querem receber ligações de telemarketing do setor de telecomunicações.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) o objetivo é expandir o programa para outras áreas.

Segundo o presidente substituto da Anatel, conselheiro Emmanoel Campelo, “o registro de mais de meio milhão de cadastros no primeiro dia, sem que o site tenha ficado fora do ar, mostra o rigor técnico com que esse trabalho foi desenvolvido”.

O conselheiro destacou ainda que a criação do site é um ponto de partida para maior proteção dos consumidores de telecomunicações. “O uso excessivo do telemarketing é um fenômeno mundial, não se trata de um problema apenas do Brasil”, afirmou, lembrando que o setor é o primeiro a dar uma resposta eficiente para a questão.

O site foi lançado nesta terça, após uma determinação da Anatel, e foi desenvolvido pelas principais empresas do setor. Nele, as pessoas se cadastram para não receber ligações de telemarketing. Após o preenchimento de um formulário, a suspensão ocorre em até 30 dias.

A lista de usuários vale para as oito maiores companhias que prestam serviços de telecomunicações: Algar, Claro/Net, Nextel, Oi, Sercomtel, Sky, Telefônica/Vivo e TIM em parceria com a ABR Telecom.

De acordo com a Anatel, os cadastros dos Procons estaduais que já possuíam listas de “não me perturbe” foram integrados ao site, que possui uma área para que o consumidor informe caso continue recebendo chamadas após 30 dias da realização do cadastro

A ideia da Anatel é ampliar a medida. Segundo Elisa Leonel, superintendente de relações com consumidores da agência, o setor de telecomunicações responde por 32% das chamadas de telemarketing. “As ligações podem vir de qualquer lugar do mundo, o que configura um grande desafio. Até setembro, no entanto, pretendemos evoluir o Não Me Perturbe e entregar uma solução completa, que sirva de exemplo também para outros setores”, afirmou ela.

Fonte: Veja

Mais lidas