Conecte-se conosco

Defesa civil

Defesa Civil de Nova Serrana coloca Plano de Contingência em atividade

Avatar

Publicados

em

Com o início das chuvas e buscando evitar maiores tragédias como ocorridas em 2017, a Defesa Civil de Nova Serrana, já colocou em prática o Plano de Contingência 2019. Entre as ações previstas estão a limpeza de áreas e manutenção de rede de contato direto com a população de áreas de risco.

De acordo com a coordenadora da Defesa Civil em Nova Serrana, Selma Fernandes, várias ações já foram desenvolvidas pelo núcleo em parceria com Corpo de Bombeiros e Secretaria Municipal de Obras e Desenvolvimento Urbano.

Entre as ações que já iniciaram estão a limpeza de ribeirões como o Fartura, que passa pelo centro da cidade, contando extensa área urbana do município, sendo que em vários pontos rotineiramente ocorrem enchentes caso ocorram chuvas com volumes um pouco acima do esperado.

No caso do ribeirão, a prefeitura interviu realizando o desassoreamento para assim evitar o transbordo e alagamento das ruas.

Ainda conforme repassado, algumas vias dos bairros mais afetados com alagamentos também receberam microdrenagens para melhorar o escoamento da água da chuva.

Intervenções desde 2017

Após as intensas chuvas registradas em 2017, que causaram a queda da ponte na rua Lelis Camilo, e ainda, acarretou em pequenas enchentes em vários pontos da região central, a prefeitura vem realizando uma série de ações por meio do núcleo.

Conforme Divulgado em 2017, quando a cidade enfrentou vários problemas de alagamentos por conta do período chuvoso, foram registrados aproximadamente 200 ocorrências atendidas pela Defesa Civil e três famílias precisaram ser retiradas de áreas de risco.

Desde 2017 a Defesa Civil vem então realizando um trabalho intenso junto as famílias que foram mapeadas, sendo que atualmente cerca de 120 famílias estão em áreas com vulnerabilidade de acidentes, ou seja, áreas de risco de alagamentos e desabamentos em caso de chuvas.

Segundo repassado pela Defesa Civil, os bairros que necessitam de maior atenção quando a possibilidade de alagamentos e enchentes são o Santa Maria, São Geraldo e Veredas.

Para realizar o trabalho junto às famílias, no entanto Selma Fernandes informa que foi montados grupos com populares e orientações vem sendo passadas rotineiramente, para que assim sejam evitados maiores incidentes.

De acordo com Selma o estreitamento na comunicação com os populares torna as ações da Defesa Civil mais ágeis e planejadas. “Criamos os grupos com os populares e damos as orientações e recebemos feedback dos participantes. Assim temos uma capacidade de atuação muito maior, com melhor tempo de resposta e ainda, podemos evitar maiores problemas uma vez que os moradores já estão ambientados e confiam no trabalho que vem sendo realizado”.

A criação dos grupos auxilia na relação com a população e também na criação das estratégias de atuação, uma vez que o acompanhamento de cada área é feita com a participação dos moradores de Nova Serrana. “Com a criação do grupo se tornou muito mais eficaz a criação da estratégia e acompanhamento das áreas, a união dos esforços faz toda a diferença”. Destacou Selma.

Com a criação do grupo a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros realizarão ainda um simulado, preparando assim a população para que caso alguém precise deixar o imóvel em situação de emergência, saiba exatamente como proceder, dentro de um plano adequado com segurança e orientações predeterminadas pelos órgãos, minimizando assim os danos principalmente a saúde dos moradores das áreas de risco.

Comunicação

Ainda como ação de grande relevância a Defesa Civil vem orientando por meio de mensagens encaminhadas a imprensa e no grupo com os moradores os informes quanto a previsão do tempo.

Segundo Selma “com as informações sendo repassadas de forma preventiva a população nestas áreas de risco fica mais atenta, e os órgãos permanecem prontos a prestar o serviço, dessa forma nos preparamos melhor para incidentes. A imprensa divulga as informações aos populares e todos fica bem informados e precavidos quanto aos riscos eminentes possíveis com as chuvas”, finalizou Selma Fernandes.

Orientações

A Defesa Civil orientou a população que em casos de alagamentos evite contato com a água ou enfrentar possíveis correntezas, se possível desligar os aparelhos eletroeletrônicos das tomas, desligar os botijões de gás e buscarem abrigos em locais seguros.

Também foi informado que os populares devem sempre em casos de alagamentos acionar a Defesa Civil pelo telefone 199 e o Corpo de Bombeiros Militar pelo telefone 193.

Por foi orientado que os populares que entrarem em contato com água de enchentes devem procurar posteriormente os postos de saúde para realização de exames, vacinação e tratamento caso seja detectado quaisquer doenças.

Mais lidas