Conecte-se conosco

Cidade

Coronavírus: Divinópolis já está preparada para vacinação, diz vice-prefeita

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.
Divinópolis já está preparada para a vacinação contra COVID-19. Essa afirmação foi feita pela  ice-prefeita Janete Aparecida (PSC) e pelo secretário municipal de Saúde, Alan Rodrigo Silva, em coletiva nesta segunda-feira, 18 de janeiro.
De acordo com os representantes do executivo de Divinópolis, o plano de vacinação municipal está quase concluído e a cidade já está preparada para receber as doses da vacina e iniciar imediatamente a aplicação.
Segundo informado pela administração a previsão é de que até o final desta semana a primeira pessoa seja imunizada.

Na primeira leva da vacinação cerca de 2% da população deve ser imunizada. Como público alvo para essa etapa está prevista a aplicação das doses da vacina nos profissionais de saúde que atuam na linha de frente na urgência e emergência e em Centro de Terapias Intensivas (CTI’s).

“Inicialmente, até porque o quantitativo é bem restrito, nós vamos começar com uma equipe de seis táticos móveis que farão essas imunização nos locais que essas pessoas trabalham, hospitais, UPA”, explica o secretário. Divinópolis deve receber pouco mais de 4 mil doses que deverão ser aplicadas em 24 horas. A segunda dose deve ocorrer em 28 dias.

A previsão em Divinópolis é aproximadamente 7 mil profissionais sejam vacinados. vale ressaltar que a primeira fase ainda engloba idosos com mais de 75 anos. “A gente tem um déficit que acreditamos que na medida em que a produção do Butantan for estabilizando a gente vai recebendo, até porque o modal logístico é bem eficiente, bem rápido para chegar na ponta. A gente acredita que em pouco tempo tenhamos já uma nova leva de imunes para imunizar este grupo”, comenta.
Idosos em casas de longa permanência com convênio com o município são cerca de 300 a serem imunizados. O número não contabiliza aqueles internos de instituições totalmente privadas. Não há um levantamento de quantas pessoas, no total, integram este primeiro grupo prioritário. O segundo, ainda sem data, é o de pessoas com comorbidades e o terceiro da população em geral. Para este último grupo, o esquema de vacinação será por meio de drive-thru com suporte do tático móvel.
“Depois de instaladas, essas equipes do tático móvel permanecerão durante todo o tempo de imunização, para que as pessoas em situação de cama, de vulnerabilidade social, que não podem se deslocar até as unidades, recebam as vacinas em casa”, explica Silva.
A Prefeitura também contará com atuação da Polícia Militar (PMMG) como aparato de segurança, que será realizado desde o transporte dos imunobiológicos até a aplicação. “A gente pede a população respeito aos critérios, respeito aos profissionais que estão ali trabalhando, fazendo seu ofício (…) A gente teve relatos na campanha de Influenza, no ano passado, por exemplo, de ataque a profissionais, teve perda de imunobiológicos, chutaram a caixa de vacina”, relata o secretário. Ele ainda faz um apelo. “População, a gente sabe o anseio de todos, mas os critérios são mensurados, eles veem do Ministério da Saúde e são no mínimo razoáveis”.

Compra de vacinas

O município de Divinópolis ainda não descartou a possibilidade de adquirir as doses da vacina, tendo em vista que um termo de interesse já foi anteriormente assinado. “Não vai faltar vacina. Se Divinópolis precisar adquirir vacina com recurso próprio vai adquirir. Mas o governo federal já deixou bem claro que vai fornecer para todas as cidades do país”, comentou.
Ainda segundo a vice-prefeita, tudo que cabe ao município já foi feito. “Agora, estamos só esperado que o estado nos avise o seguinte: é na terça, é na quarta, é na quinta. Que realmente seja o mais rápido possível”, afirmou
Por fim foi pontuado que o início da vacinação não terá nesse momento impacto quanto a fiscalização e medidas preventivas e restritivas adotadas no município quanto a pandemia.
“Não pense que por você estar imune que você pode sair sem máscara, abraçando todo mundo, que não precisa respeitar o distanciamento. Durante esses próximos meses precisaremos estar muito atentos porque quem vai decidir a hora de parar, que estaremos livres disso é a ciência e temos que aguardar”, afirmou.
Por fim vale ressaltar que a primeira pessoa a ser vacinada já foi escolhida, a partir de observações técnicas. Será uma profissional de saúde, da linha de frente. A identidade da mulher ainda não foi revelada.
Fonte: Com informações EM –  Amanda Quintiliano

Mais lidas