Conecte-se conosco

Educação

Após decisão da Justiça Federal Colégio Militar recua e suspende aulas presenciais em BH

Avatar

Publicados

em

O impasse sobre a volta das atividades no Colégio Militar de Belo Horizonte (CMBH), na região da Pampulha, ganhou mais um capítulo nesta segunda-feira, 21 de setembro.

Após uma decisão impedir o trabalho presencial dos professores civis, a Justiça Federal agora proibiu o retorno de todos os alunos e servidores. Caso a medida seja descumprida, a multa diária é de R$ 50.000.

Diante da nova decisão a direção do Colégio Militar voltou atrás e suspendeu as aulas presenciais.

LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE A VOLTA AS AULAS AQUI NO JORNAL O POPULAR

Em um comunicado enviado aos pais e estudantes na noite desta segunda-feira (21), a direção do Colégio Militar de Belo Horizonte (CMBH) informou que as atividades presenciais estão suspensas.

No comunicado,  o comando da instituição alegou que vai seguir a decisão judicial, que definiu multa diária de R$ 50.000 em caso de descumprimento, até uma nova manifestação do órgão sobre a retomada.

“Neste sentido, está suspensa, momentaneamente, a retomada das aulas presenciais dos alunos a partir de 22 de setembro de 2020 (terça-feira)”, acrescentou o comunicado.

Com palestras sobre a pandemia e a necessidade dos cuidados para evitar a transmissão do coronavírus, o CMBH chegou a realizar atividades nesta segunda para alunos do ensino médio – para garantir o distanciamento social, seria realizado um revezamento.

Na última sexta, uma decisão judicial impediu o retorno dos professores civis e, por isso, as aulas foram ministradas apenas por militares.

Já na decisão judicial tomada na última segunda, foi determinado pelo Juiz Federal, que os trabalhos presenciais na unidade de ensino só poderão ocorrer quando for autorizado pelas autoridades sanitárias municipais.

Fonte: Com informações jornal O Tempo

Foto: Imagem Ilustrativa Web

Mais lidas