Conecte-se conosco

Educação

Após boatos de extinguir o auxilio ao transporte universitário, vereador esclarece atraso no repasse

Avatar

Publicados

em

Segundo vereador benefício não foi cancelado e prefeito aguarda repasse do Estado para que seja feito o pagamento que segundo expectativa do executivo será feito na terça-feira  dia 25 de setembro.

Na última reunião ordinária da Câmara de Nova Serrana o vereador Willian Barcelos (PTdoB) utilizou a tribuna e esclareceu questionamentos referente ao repasse da bolsa auxilio transporte dos estudantes universitários.

O legislador utilizou o espaço para dar fim aos boatos e pontuar na reunião os esclarecimentos que foram prestados pelo chefe do executivo.

Segundo Willian dos R$ 1,3 milhão destinado pelos vereadores no orçamento municipal pouco mais de meio milhão foi gasto até o mês de agosto. “Nós nessa casa, com apoio dos nobres edis aprovamos o repasse de R$ 1,3 milhão aprovado pelos vereadores no ano passado. Segundo ponderado pelo executivo o valo repassado pelo prefeito até o momento é de R$ 553 mil, e já passamos dois terços do ano, ou seja, até dezembro não se deve gastar todos os recursos destinados para o setor”, disse Willian.

O vereador ainda afirmou que o executivo justificou pessoalmente o atraso do repasse devido a divida do estado para com a cidade. “Falando olho no olho, conforme eu fiz com os universitários durante minha campanha quando prometi lutar pelos seus direitos, o prefeito me afirmou que a divida de repasses do governo de Minas para com a cidade é o fator que gerou o atraso do pagamento, o prefeito, no entanto nos garantiu que apenas esse mês está em atraso e que o benefício não foi cancelado, como se diz pelas redes sociais”. Afirmou o vereador.

Willian ainda trouxe a público o posicionamento do executivo no que tange a regularização do débito. “O prefeito disse que em sua expectativa é de até terça-feira colocará o pagamento em dia, mas deixou claro que isso depende de um repasse do governo de Estado. Não vou ser intolerante para afirmar que não vamos esperar. Mas quero que fique o alerta, os estudantes são formadores de opinião, cada um vai levar a sua mensagem para seu trabalho para onde vive, então não mecham com o estudante universitário porque o impacto será duro”, avisou o vereador.

Willian finalizou pontuando que prioridade e planejamento estão em falta no município. “Ora temos que estabelecer prioridades. Para muito não, mas o auxilio universitário deve ser pago como uma prioridade, os motoristas cobram e o acordo dos motoristas é com o aluno e não com o prefeito. Todo investimento na educação é retornado a sociedade, é de longo prazo, mas é garantido e tem alunos que somente estudam porque tem essa ajuda. O recurso foi direcionado pelos vereadores o que está faltando é planejamento”. Disse Barcelos

 Estudantes falam da importância do benefício

Gabriel Gomes é aluno de publicidade na Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) em Divinópolis, e recebe mensalmente o benefício destinado pela prefeitura de Nova Serrana para os estudantes universitários que estudam em outra cidade.

De acordo com Gabriel, os repasses feitos pelo menos no que se referem a ele não tiveram atrasos anteriormente. “Eu recebo o benefício e realmente este mês está atrasado, contudo nos meses anteriores sempre foi feito em dia. Este ano coloquei para que o repasse fosse feito para mim e eu repasso para o motorista do transporte universitário e por isso posso afirmar que neste ano essa foi a primeira vez que ocorreu o atraso”, disse o estudante.

Segundo ele a medida de direcionar o pagamento para ele foi tomada para que pudesse acompanhar de perto o processo. “Eu entendo que muitas questões são relacionadas ao repasse e esse ano optei por acompanhar de perto a conduta do executivo e o auxilio, assim optei por direcionar o repasse para que eu o fizesse, e com isso venho como cidadão acompanhando o andamento da questão”. Afirmou o aluno.

Gabriel também explica que o atraso da parcela é referente somente ao mês de setembro, já que nas redes sociais tem sido cobrado informado por populares que os atrasos são referentes a dois meses. “No mês de agosto não é feito o auxilio universitário, no mês de agosto eles não fazem o repasse do auxilio, dessa forma sendo justos somente o mês de setembro está atrasado”, ponderou Gabriel.

Questionado sobre os impasses do atraso e os boatos referente a interrupção do benefício o universitário afirma que caso isso aconteça será uma perda enorme para ele e os demais estudantes. “O atraso causa sim transtornos, nós estudantes contamos com esse apoio e é sempre ruim ter pessoas que dependem desse repasse sendo cobradas por outras que por sua vez vivem disso. Entendo que a situação acaba sendo ampliada nas redes sociais, não acredito que o repasse será cancelado, mas se isso acontecesse os prejuízos para os universitários, que vem buscando a formação serão muito grandes”. Finalizou o universitário.

 Prefeitura

O posicionamento abordado pelo vereador Willian Barcelos, caminha lado a lado com as explicações dadas pela secretária Municipal Neusa Lago.

Neusa afirmou recentemente a esse Popular que não é objetivo da atual administração encerrar o programa e acabar com o benefício. “Sabemos o quanto é caro e difícil se ter um curso superior no Brasil. Quando assumimos entendemos que esse benefício não poderia acabar e esse não é nosso objetivo. Esperamos normalizar a situação o quanto antes, o prefeito tem trabalhado em busca de recursos, temos buscado resolver a situação, queremos continuar subsidiando o aluno, auxiliando seu desenvolvimento”, Finalizou a secretária na ocasião.

Vale ressaltar que como foi anunciado pelo vereador Willian o pagamento da parcela atrasada referente ao mês de setembro será feito na próxima terça-feira, dia 25 de setembro, caso seja feito um repasse do Estado para com o município que vem sendo aguardado.

Por fim, é importante ainda destacar que o auxilio repassado a cada aluno universitário gira na ordem de R$ 120,00 mês, valor considerado relevante diante da média de R$ 300,00 paga pelo estudante no transporte universitário, ou seja o repasse do executivo representa em média 40% do valor gasto pelos estudantes com transportes para as cidades vizinhas a Nova Serrana.

Mais lidas