Conecte-se conosco

Política

Anastasia vem à Nova Serrana ouvir o setor Calçadista

Avatar

Publicados

em

Ex-governador, senador e pré-candidato ao Governo de Minas se encontra com empresários do polo calçadista de Nova Serrana nesta terça-feira, 31 de julho

O Senador e pré-candidato ao Governo de Minas Gerais, Antônio Anastasia virá à Nova Serrana nesta terça-feira para se reunir com o setor calçadista.

De acordo com o presidente do Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Calçados de Nova Serrana (Sindinova) o encontro acontecerá a pedido do próprio senador e será realizado no auditório do Sindinova, as 19h desta terça-feira, dia 31 de julho.

Na ocasião o pré-candidato trará ao setor calçadista sua perspectiva e plano de governo para o setor e receberá das mãos do presidente do sindicato as reivindicações do segmento. “Nesta quinta-feira (26) à noite, nos reunimos com a diretoria do Sindinova, elaboramos uma proposta com as demandas do segmento, as necessidade e investimentos que entendemos ser necessários, vamos entregar essa pauta para os candidatos a governador que desejarem ouvir a indústria calçadista e vamos debater propostas e demandas”, disse o presidente do Sindinova, Pedro Gomes.

Segundo o diretor, não só a imprensa, mas todos os empresários da região estão convidados a participar do encontro que já foi confirmado. “O encontro é aberto ao público, todos do setor calçadista que tem o desejo de conhecer as propostas e querem ter a oportunidade de conferir o plano de governo para a indústria calçadista estão convidados”. Disse Pedro Gomes.

Outros candidatos

Ainda de acordo com Pedro Gomes todos os candidatos ao Governo de Minas que quiserem conversar com o setor calçadista serão recebidos pelo Sindinova. “Não pretendemos convidar nenhum candidato ao Governo do Estado. Iremos sim convidar oficialmente os presidenciáveis, mas quanto aos candidatos a governador de nosso estado, todos que se propuserem a dialogar com o setor industrial calçadista serão recebidos, já recebemos o contato do Romeu Zema, com quem vamos também nos reunir e nos colocamos a disposição para debater de forma igual com todos os demais”, finalizou o presidente do Sindinova, Pedro Gomes.

Mais lidas