Conecte-se conosco

Editorial

ALL IN – a aposta final dos candidatos!

Israel Silveira

Publicados

em

Desde sempre nós temos falado aqui neste Popular, em nossos editoriais que a política e seus bastidores são na verdade um jogo de poder. Este jogo teve vários episódios e vários momentos que levaram os atores ao momento que nos encontramos às vésperas do pleito eleitoral.

Se tratando de jogo percebemos que na verdade o xadrez já não se enquadra em uma comparação. Nesse momento podemos afirmar que estamos em um verdadeiro jogo de cartas. Em um jogo de pôquer até o último momento se pode virar a mesa.

Vejam só cada um dos jogadores, aqui no nosso caso, 4 jogadores que buscam a cadeira do executivo municipal e tem suas estratégias e cartas nas mangas.

Nesta quinta-feira, por meio de uma parceria inédita firmada entre este Popular, Rádio 104,9 e WTZ Filmes, teremos o que pode ser considerado como a rodada final. Em um debate mais do que aguardado, os eleitores e cidadãos de Nova Serrana terão a oportunidade de ver pela primeira vez nesse pleito eleitoral os quatro candidatos (assim esperamos) frente a frente.

Vejam só nas rodas de botequim, com nosso amigo Osvaldo, foi comentado que na verdade as últimas cartadas estão sendo colocadas na mesa, e para muitos esse debate será a hora das apostas finais.

Alguns atribuem, por exemplo, a ação do atual prefeito e candidato a reeleição, Euzebio Lago (MDB), com a “cassação” da concessão da COPASA como o seu ALL IN (aposta tudo). Para muitos, essa jogada não passa de um blefe, mas para outros é a forma correta de se virar a mesa e assim literalmente jogar Paulo, Joel e cia, para fora do jogo em definitivo.

Se o prefeito blefa quanto a COPASA, também existem blefes como o colégio militar imediato, como bolsa creche, como café da manhã para operários. Todas as propostas que vem sendo amplamente divulgadas, mas que fazem parte dessa última cartada a ser jogada sobre a mesa.

O cenário para esse último debate, as vésperas de uma eleição, o local ideal para que se possa mostrar a todos de uma cidade quem é quem efetivamente nessa mesa de mentiras, apostas e conquistas.

Quando falamos ‘mesa de mentiras’ estamos claro relacionando aos blefes.

Vejam, os militantes blefam nas redes sociais atribuindo culpa a relação da COPASA a oposição política. A oposição política blefa ao dizer que efetivamente a COPASA não sai da cidade em hipótese alguma; isso não porque desejam a permanência da estatal, mas para mostrar que a atual situação não passa de uma ação politiqueira.

Há quem blefe acreditando que será possível se tornar prefeito, sem que não se tenha sequer um vereador sendo eleito, e se esse é um momento de futurologia, que fique aqui registrado, PT e PSL, duas frentes distintas não irão eleger sequer um vereador, valendo uma coca com coxinha lá paga ao candidato eleito por uma destas legendas.

O blefe dos representantes destes partidos não está em não serem aptos para administrarem nossa cidade, pelo contrário são pessoas que tem uma capacidade impar. Aqui, o blefe esta em acreditar, que sem promoção de uma base se pode ser eleito.

Sendo assim, os representantes majoritários das duas legendas, que tenham boa sorte, mas caso o ALL IN não der certo, que se trabalhe nessas bases por mais 4 anos porque nossa cidade precisa de vocês em condições plenas de serem protagonistas e eleitos.

Caminhando para o fim desse editorial, teremos então o ALL IN dos candidatos, a aposta final, onde todas as fichas são depositadas nesse debate. Momento em que cada um dos candidatos irá expor a sua mão e mostrar se estão blefando ou simplesmente fazendo seu adversário acreditar que sua mão é mais valiosa do que realmente é.

Sendo assim, desejamos a todos uma boa sorte nesses dias finais de eleição. Que as apostas sejam certeiras e pontuais, que o debate e a democracia prevaleçam e que no final, independente de quem é o blefe maior, a mesa, nesse caso a nossa cidade, seja a grande vencedora nesta grande aposta.

Mais lidas