Conecte-se conosco

Minas

Adolescente é morto durante troca de tiros com PM durante batida em baile funk clandestino

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.
Um adolescente morreu na madrugada do último domingo, dia 28 de março, na cidade de Ubaporanga no Vale do Rio Doce. O menor estava em um baile funk clandestino, e foi baleado em troca de tiros com a Polícia Militar (PM) que buscava o fim da festa em comprimento a Onda Roxa do programa Minas Consciente.
Segundo informado, a PM foi recebida a tiros durante operação policial foi feita na madrugada deste domingo (28), depois que a corporação recebeu denúncias sobre o baile, que acontecia no distrito de Córrego das Palmeira, e que no local havia muitas pessoas portando armas de fogo.
Ao chegar no local da denúncia, suspeitos presentes na festa clandestina empreenderam fuga em uma mata. Houve perseguição, tendo os policiais sucesso em abordar os grupos de jovens que tentava se esconder.
Conforme informado, durante a perseguição um adolescente sacou um revólver calibre 38 e fez disparos na direção dos policias, que revidaram a agressão.
O adolescente levou um tiro na coxa direita e caiu ao solo, sendo então socorrido pelos militares que encaminharam o menor para o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, na cidade de Caratinga, a cerca de 20 quilômetros de Ubaporanga.
De acordo com as informações apuradas, na unidade de saúde, o adolescente veio a óbito durante atendimento prestado pela equipe médica.
O dono do sítio onde aconteceu o baile funk se comprometeu a se apresentar à Polícia Civil e explicar por que aluguel o imóvel para um evento que está proibido pela lei estadual que instituiu a onda roxa, em combate à pandemia do novo coronavírus.
Segundo informado, também será responsabilidade do proprietário do local informar as autoridades quem foram as pessoas que alugaram o sítio e promoveram a festa.
Cabe ressaltar que durante a onda roxa, em toda Minas Gerais, as pessoas devem obedecer ao toque de recolher entre 20h e 5h. Nesse período, apenas os serviços essenciais à população podem funcionar. Também estão suspensos os eventos com aglomeração de pessoas.
Fonte: com informações EM

Mais lidas