Conecte-se conosco

Colunistas

Abrindo aspas

Léo Junqueira

Publicados

em

Pode ser que os tempos realmente mudaram em Nova Serrana. Isso é uma questão de opinião de cada um, quando fatos envolvendo a política na cidade se tornam uma rotina de queixas e desculpas entre parlamentares da Câmara Municipal e os arqueiros defensores do executivo municipal.

A verdade, que sempre esteve travestida de argumentos infundados, acabou se revelando podre e malcheirosa. As lideranças estão perdidas e se prendem no discurso da experiência obtida por anos de vida pública, mas o que vemos é apenas um ano repedido várias vezes e isso não é experiencia: isso é oportunismo!

Essa coisa do PL 58 parece ter algo mais… Nunca vi tanta pressão para se votar um PL; não querem ouvir os servidores, não respeitam o legislativo e muito menos seu regimento.

Nas “aspas” de cada declaração aparecem atos que parecem querer usurpar a independência dos poderes, usa de representantes próprios do legislativo para levar a discussão para os tribunais, desafia a inteligência do cidadão  obrigando a população a  entender, que por causa do calote que foi dado no fundo previdenciário que pagar juros é dos males o menor.

Assistimos todos os dias a criação de sensacionalismos dizendo que o asfaltamento de ruas depende deste parcelamento. A verdade dita nesta coluna exaustivamente vai se consolidando naquilo que a população já sabe: quando não se tem planejamento, a administração se torna cega. Quando a cabeça não pensa o corpo padece e revela uma vergonha insana e desprovida de justificativas.

Uma pessoa muito importante na minha vida sempre falou sobre a importância do cuidado com as palavras. Vejo que tão (ou mais) importante é o cuidado com as atitudes. Esse Popular está deixando de ser um diário de informações para se tornar um instrumento de consultas, pois vem acompanhando e publicando reportagens sobre o trauma político em que vive Nova Serrana.

Os inimigos comuns de cada lado se mostram numa mobilização infame para reverter a verdade em mentiras aceitáveis e para isso buscam as trincheiras do Ministério Público ou ações judiciais incapazes de sustentar seus erros. Pode ser que os tempos mudaram, mas não trouxeram nada de novo.

O que venho percebendo é uma frequência enorme de idas do prefeito às emissoras de rádio para falar a mesma história, ora com abordagens acusatórias, ora com explicações que não trazem nada de novo.

E o plano? Onde está o plano de trabalho de uma gestão repleta de “pixotadas” e manobras quixotescas? Entre aspas, o novo tempo se tornou velho e caduco e a única coisa nova que deixa aparecer é o aumento da legião de políticos indiferentes às suas funções de trabalhar pelo povo abusando do assistencialismo a seus apoiadores.

Num primeiro momento pensei na possibilidade de estar enganado e firmei fileira na torcida para as mudanças nesse pouco mais de um ano de gestão que resta. Mas agora mudei minha bandeira e faço força para o tempo passar rapidamente, porque não está valendo a pena esperar algo novo acontecer.

É preciso abrir aspas às promessas e justificativas para não abrir a “cova” de uma gestão tão fraca, que será enterrada como uma história esquecida.

LEONARDO VELOSO JUNQUEIRA é daqueles publicitários da época romântica, quando a comunicação ainda era feita com base no talento criativo. Foi sócio fundador da Insight Comunicação durante 22 anos prestando serviços de comunicação e marketing a grandes empresas, como Pastifício Santa Amália, Riclan (fabricante do Pircóptero e drops Freegell’s), Cera Inglesa, Calçados Jacob (Kildere), Café Brasil, Balas Santa Rita entre outras grandes empresas que fizeram histórias de sucesso. Trabalhou em grandes agências de publicidade em Minas e na área política, como publicitário, assessorou as prefeituras de Uberlândia, Varginha e Divinópolis além de desenvolver e coordenar inúmeras campanhas políticas, das quais destacamos a eleição de Zaire Rezende (Uberlândia), Maurinho Teixeira (Varginha), Paulo Tadeu (Poços de Caldas), Galileu Teixeira (Divinópolis), Paulo César (Nova Serrana), Toninho André (São Gonçalo do Pará) além de vários deputados estaduais e federais. Léo Junqueira é consultor de marketing, compositor, violeiro, escritor e colunista do Jornal O Popular

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas