Conecte-se conosco

Colunistas

A preparação é o ingrediente-chave para o sucesso!

Luciano Augusto

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Quando era garoto jogava futebol no estádio Chico Alves, campo do Atlético Piumhiense. Recordo-me de uma passagem onde iriamos disputar um campeonato regional. Na época nosso time sofreu algumas baixas importantes, nosso ex-treinador mudou de time e levou os melhores jogadores do time com ele.

Foi quando o presidente do time pediu que o Divino viesse nos treinar, Divino era experiente um excelente treinador, mas que já havia pendurado a prancheta, estava há um tempo sem atuar.

Para nossa sorte Divino encarou o desafio, faltavam cerca de três meses para o início do torneio, os treinos eram as terças e quintas, com uma hora de duração, e no sábado de manhã, durante um mês inteiro só corríamos em volta do campo, alongamentos, etc.

Era um tédio danado, só corrida mesmo e exercícios! No outro mês partimos para treinar com a bola no pé, mas ainda sem coletivo, treinávamos domínio, cruzamento, faltas, jogadas ensaiadas, etc.

No último mês de preparação, ai sim coletivos, muitos treinos táticos, ataque contra defesa, passamos a treinar nas sextas, quando iniciamos o campeonato nosso time estava voando em campo.

Classificamos em primeiro lugar na nossa chave, desbancamos times considerados mais fortes, chegamos a semifinal.

Como havia dito no início, nosso time sofreu baixas consideradas, perdemos nosso melhor meio de campo, nosso melhor atacante, tínhamos bons jogadores, mas o nosso futebol era  em conjunto e individualmente sabíamos das nossas limitações.

Na semifinal, acabamos sendo eliminados, empatamos o primeiro jogo em 1 x 1 e perdemos o segundo por 2 x 1, nosso bom goleiro, cometeu uma falha e perdemos o jogo, em um erro individual.

Às vezes fico recordando o nosso time e pensando, chegamos longe! E somente chegamos longe, por que, tínhamos um excelente técnico, que valorizava o jogo coletivo, jogadas ensaiadas, a preparação física, ou seja, estávamos preparados para o desafio que era o torneio. Interessante que o nosso treinador, não possuía nenhuma formação profissional, era um boleiro que sabia que para aquele nosso time era essa a sequencia de treinos, que nosso time necessitava.

Trago comigo grandes lições desses momentos de aprendizado, que a escola da vida nos proporciona.

Esse ano é ano de eleição, é preciso que saibamos fazer uma reflexão, será que quem pretende nos representar ou quer uma segunda chance, esta de fato preparado para tal cargo? Ou é só mais um aventureiro, em meio a outros aventureiros.

Só para constar, na disputa pelo terceiro lugar ganhamos!

Para Refletir

“DÊ-ME SEIS HORAS PARA DERRUBAR UMA ÁRVORE E PASSAREI AS QUATRO PRIMEIRAS AFIANDO O MACHADO.”

* Abraham Lincoln

 

LUCIANO AUGUSTO O. LOPES é bacharel em Direito pela Sociedade Dom Bosco de educação e cultura - Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis - Divinópolis (2012). Advogado inscrito na Seccional OAB Minas Gerais, desde 2015, com ênfase em Direito Público, atuando nas áreas do Direito Eleitoral, Administrativo. Possui diversos cursos voltados para o Marketing Político Eleitoral, tem experiência em campanhas políticas e na gestão de projetos políticos.Há habilidade em comunicação tendo atuado na função de radialista/jornalista

Leia mais...
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas