Conecte-se conosco

Colunistas

“A LUZ”

Antônio Hortêncio

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Não é a luz no fim do túnel, mas a luz que clareia as ruas de Nova Serrana. Certamente vocês devem ter notado que as ruas da Capital Nacional do Calçado Esportivo estão em fanal.


Antes que me lancem pedras, deixo claro e cristalino que não sou partidário, não gosto de política, não tenho rabo preso com político. Aliás, tenho minhas convicções emanadas somente a Deus, a minha mãe, a lei, e naquilo que entendo proporcional e razoável, sem qualquer rótulo de convicção política.

Desenraizado da classe supra, sinto-me a vontade para reconhecer e elogiar quando algo bom é realizado; e também para cobrar quando não é. Com esse olhar percebi que algumas ruas de Nova Serrana passaram por mudanças, tornando-se mais agradáveis a vida de seus cidadãos.

Em pesquisa junto a Municipalidade, verificou-se que, em 03.02.2021, está, iniciou-se a substituição das antigas luminárias por equipamentos de Led. Apontando a Municipalidade que tal projeto consistia em duas etapas; a primeira, com a troca de 1.710 luminárias ao custo de R$2,3 milhões; a segunda, a troca de 1.200 luminárias e mais R$1,5 milhões, totalizando 2.910 luminárias, a um investimento total de R$3,8 milhões de reais, custeado pela própria Municipalidade.

Por certo, que a substituição das luminárias vai ao encontro de Cidade Inteligente que a Administração Municipal busca implantar, e que vislumbra-se economia aos cofres públicos (seu e meu). Mas, qual seria o critério para as escolhas das ruas para as instalações/substituições? Qual seria a economia? 

Segundo se apurou levaram em consideração em especial as ruas com maior fluxo de pedestres e veículos. Por certo, que uns aplaudirão, e outros tantos rezingarão; e a velha frase novamente entoará – se não faz, reclamam; se faz, clamam de como foi feito – esse humilde lançador de palavras prefere dizer que iniciou-se a luz, e que ela possa chegar em todos os cantos da cidade.

Mas cá entre nós, após os elogios da iniciativa, e sempre no interesse de proporcionar o melhor a coletividade – já que a baliza mestre do direito administrativo aponta diretamente a supremacia do interesse público sobre o privado e da indisponibilidade do interesse público – sempre há espaços para melhorar. Logo, deve a Administração Pública Municipal estar atenta as premissas da criminologia e da política criminal, e certamente deve buscar que tais melhoramentos cheguem a toda cidade e principalmente nas áreas onde ocorrem maior número de crimes.

Afinal, sabemos que onde não há iluminação adequada o crime se instala, e guardado as entrelinhas da legalidade dos atos, contratos, e claro da análise do custo/benefício/economia a iniciativa é bem-vinda.

Mas qual a sua opinião?

ANTÔNIO REINALDO HORTÊNCIO - Mestrando PUC-MINAS isoladas; Pós-Graduado em Direito Penal e Processo Penal pela Universidade Cândido Mendes (2019); Graduado em Direito pela Faculdade de Pará de Minas (2011). Com experiência como Advogado, nas áreas do Direito Penal e Processual Penal - Tribunal do Júri, proprietário do escritório HORTÊNCIO ADVOCACIA, situados nas cidades de Nova Serrana/MG e Leandro Ferreira/MG

Leia mais...
Propaganda

Mais lidas