Conecte-se conosco

Editorial

A campanha está na rua!

Avatar

Publicados

em

Desde a última quinta-feira, dia 16 de agosto, foi aberta legalmente a corrida para as campanhas políticas relacionadas aos cargos estaduais e federais em 2018.

A partir do dia 16 passou a ser permitida a veiculação e divulgação de material de campanha e pelas ruas de Nova Serrana já pode encontrar bandeiras e uniformes de candidatos de nossa cidade.

Oficialmente as campanhas foram colocadas na rua, os comitês estão sendo inaugurados e já podemos ver nas redes sociais fotos dos candidatos com os números das eleições, e claro, gradativamente o apoio nas mídias sociais será paralelo ao prazo final das eleições.

Nós do Popular optamos inclusive por fazer na edição de hoje, um jornal especial, ressaltando e expondo para a população de Nova Serrana quem são os nomes de nossa cidade que estão concorrendo ao pleito.

É importante lembrarmos que durante estas eleições teremos nomes de nossa cidade lutando por cargos na Câmara dos Deputados, na Assembleia Legislativa e para o Senado Nacional.

Reforçamos aqui essa mensagem devido a alguns fatos que temos percebido nas redes sociais, e aqui convidamos vocês caros leitores, para uma reflexão.

Claramente o voto é secreto, e o posicionamento de cada cidadão deve ser respeitado, mas o que fica difícil de engolir é termos que lidar com vereadores, com secretários, com pessoas de nossa cidade que devido a conchavos partidários ficam nas redes sociais pedindo votos para turistas que frequentam nossa cidade de 4 em 4 anos.

Chato é vermos que o prefeito vai para as redes e publica vídeo pedindo voto para nome do seu partido, que teria aberto as portas para recursos como a ponte do Jardins do Lago. Não espera, o dinheiro nunca veio, assim como o candidato a deputado federal do prefeito nunca foi majoritário ou teve compromisso oficialmente declarado com Nova Serrana.

Pegando gancho nisso, temos ainda o candidato que tem até uma história bonita, se mostrou como oposição ferrenha ao governo Pimentel, só não podemos esperar benefícios, pois compromisso com a cidade não é firmado por meio algum. E pelos episódios passados, corremos o risco dos benefícios serem tomados como aconteceu com a Fiat Toro, cedida a Guarda Municipal, que foi leiloada quase que por debaixo dos panos.

O período é de termos consciência e votarmos pelas propostas, votarmos naqueles que teremos condições de cobrar e que ao menos por sangue, tenha alguma ligação efetiva com uma cidade que tem perspectiva de ser em breve, efetivamente uma das maiores do estado, e no que tange a produção, já é sem dúvidas alguma, uma das mais relevantes do país.

Por falar em propostas, tenhamos decência e pudor em compartilhar determinadas peças e informações. Sinceramente, recebemos essa semana um áudio de um cabo eleitoral falando que seu candidato vai retirar auxílio terno e outros benefícios dos deputados.

Essa política de falácias e patifaria também não deve ser propagada. Tudo bem o tal candidato anuncia que vai tentar combater esses males é uma coisa, agora falar que vai acabar não é só uma mentira, é uma forma de tentar enganar o cidadão simples que tem pouco conhecimento do processo.

Acreditamos até que esse candidato que é tão cru na política quanto esse seu cabo “assessor”, é na comunicação, mas usando o caso para cristo, queremos lembrar a você caro leitor e eleitor, que essa política de promessas sem embasamento não deve mais ter lugar em nossos votos.

Por fim, reforçamos que devido a enxurrada de informações, santinhos e peças de gente de todos os cantos de Minas, estabelecemos uma normativa inibindo essa prática em nosso Grupo de rede social.

Convidamos os candidatos a fazerem o mesmo, porém evitando a sujeira nas ruas, nas casas, em nossa cidade.

Acreditamos que a apresentação da proposta será o fator diferencial nestas eleições, e se assim não for, nos resta ter esperança de que possamos sobreviver a mais quatro anos e quem sabe nesse período possamos aprender que política não é defesa de partido ou candidato de forma subversiva e irracional, e sim, debate e construção de uma sociedade melhor por meio de ideias e ideais distintos, porém ajustados.

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br"
A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.
Leia mais...
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas