Conecte-se conosco

Câmara Municipal de Nova Serrana

812 anos de reclusão – Vereadores, assessores e acusações – Valdir das festas Juninas

Avatar

Publicados

em

Valdir das Festas Juninas/47 anos de reclusão

O vereador foi acusado nos art. 312 por 17 vezes, art. 299 por treze vezes, ambos na forma do art. 69, somando assim aproximadamente 47 anos de reclusão. Ainda na denúncia apresentada consta que houve desvio de dinheiro público por 17 vezes somando um total de R$ 48.502,06 desviados pelas práticas tidas como irregulares relacionados ao vereador.

Ainda sobre Valdir das festas Juninas é importante ressaltar que foi pedido pela promotoria a prisão do referido vereador pelo fato do mesmo manter comunicação com um assessora após ser afastado. Contudo o pedido foi indeferido pela Juíza da Vara Criminal.

Foi ainda incluso na denúncia referente ao vereador uma segunda assessora porque “inseriu por seis vezes, declarações falsas em documentos públicos, com o fim de criar obrigação e alterar a verdade sobre o fato judicialmente relevante”.

Cabe ainda lembrar que o vereador entrou com um pedido de mandado de segurança para voltar ao cargo. O mesmo teve sua decisão Liminar negada, e agora aguarda o mérito do julgamento pelo colegiado do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Adriana Aparecida/47 anos de reclusão  – Elis Regina/6 anos de reclusão

O vereador teve duas assessoras denunciadas, a primeira delas Adriana Aparecida da Silva teve uma pena indicada de 47 anos de reclusão.

Durante a investigação também foi apurado que a assessora Elis Regina Batista, estaria relacionada a prática de falsificação de documentos, uma vez que segundo o MP, “no exercício do cargo de assessora parlamentar, consciente e voluntariamente…  inseriu por seis vezes declarações falsas em documentos públicos a fim de criar obrigações e alterar a verdade sobre fato judicialmente relevante”, sendo então pedido a luz do art. 299, seis anos de reclusão.

Mais lidas