Conecte-se conosco

Sem categoria

TRE-MG lança programa de combate às fake news e avisa que haverá rigor na punição

Publicados

em

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), desembargador Maurício Soares, avisou que a Justiça Eleitoral já deu “o norte” e será rigorosa na punição de candidatos que atacarem o sistema de votação com o uso de mentiras, as famosas “fake news”. Ele lembrou o caso do deputado federal pelo Paraná Fernando Francischini, cassado por propagar desinformação contra a urna eletrônica.

A fala do presidente do TRE-MG foi feita durante lançamento do Programa Permanente de Enfrentamento à Desinformação, nesta terça-feira (2). A Justiça Eleitoral tem demonstrado preocupação com o crescimento de notícias falsas e ataques ao sistema eleitoral neste ano, e o programa visa prevenir esta prática.


Segundo ele, a Justiça Eleitoral nunca foi contrária às críticas, mas disse que os ataques feitos ao sistema de votação têm que vir com fatos e informações. “Se alguém traz a informação que o sistema não está funcionando, é preciso que a pessoa traga para nós onde não está funcionando e porque não está funcionando para que possamos aferir a veracidade desta informação”,afirmou.

O desembargador destacou que as urnas eletrônicas têm sido utilizadas desde 1996 e não há nenhum registro de fraude até hoje. “Isso prova que o sistema tem funcionado e assim será até que se prove o contrário”, ressaltou.

Combate às Fake News

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foram celebradas 154 parcerias, já firmadas no Programa Permanente de Enfrentamento à Desinformação, com as principais redes sociais, plataformas digitais e provedores de internet do mundo (Google, WhatsApp, Instagram, Facebook, TikTok, YouTube, entre outras), agências de checagem de informações, instituições públicas e privadas, partidos políticos, entidades de pesquisa, organizações sociais. Do total de parcerias, 79 foram estabelecidas nos últimos quatro meses.

Como denunciar

O TSE criou também o Sistema de Alertas de Desinformação contra as Eleições. Esse é um canal da Justiça Eleitoral para o recebimento e posterior encaminhamento de conteúdos enganosos sobre o processo eleitoral para as plataformas digitais como alertas para tais ocorrências nocivas. O eleitor que quiser denunciar uma mentira ou fake news pode acessar o sistema da Justiça Eleitoral e registrar a denúncia.

Mais lidas