Conecte-se conosco

Editorial

Tem que ter direito para poder reclamar

Publicados

em

Neste fim de semana uma postagem em rede social chamou a atenção de nossa equipe. E após analisar o conteúdo das afirmativas, passamos a ampliar um pouco a visão e percebemos que apesar de não ser declarado a postura é semelhante de boa parte da população.

Um cidadão que faz parte de um grupo de rede social afirmou categoricamente que não votará nestas eleições em um candidato que seja atuante ou que tenha bases em Nova Serrana.

Na postagem nosso companheiro de rede social chegou a afirmar inclusive o nome do seu candidato e justificou com “ele é meu amigo há muitos anos”.

Bom caro leitor, queremos aqui trazer uma reflexão. É claro e evidente que o voto de cada cidadão é pessoal, secreto e intransferível, contudo a responsabilidade das consequências dessas ações também devem ser observadas e discutidas.

Temos que entender como cidadãos que vivem constantemente levantando questionamentos em redes sociais, em órgãos públicos sobre as condições deficientes em que encontramos os serviços públicos e a infraestrutura pública oferecida.

Reclamos da UPA superlotada, da falta de segurança, da falta de médicos, do ensino de baixa qualidade, reclamam do valor dos impostos e até mesmo em Nova Serrana se reclama da fiscalização federal quanto à indústria e ao comércio informal.

Quando optamos por abrir nossa boca, ou nossas redes sociais para questionar tudo isso temos que lembrar que como cidadãos fizemos algo para que essa situação fosse diferente. Temos que cumprir nosso dever para termos direito de reclamar.

Sim, pagamos nossos impostos, mas isso é apenas parte de nosso direito e quando formos reclamar que nossas ruas estão esburacadas ou que faltam unidades de saúde em nossa cidade, ou até mesmo que falta policiamento, maquinário ou qualquer outra infraestrutura básica, temos que lembrar que o candidato em quem votamos é nosso colega e não em nossa cidade uma base eleitoral.

Se você não entende no que isso quer dizer, bom, queremos dizer que se seu candidato não tem raízes pelos lados de cá, dificilmente ele vai se sensibilizar quanto as demandas de nossa cidade, afinal são os deputados, por exemplo, que mandam as emendas e destinam dinheiro para o município, ou até mesmo buscam recursos e facilitam a liberação para que as áreas de maior demanda sejam preenchidas e os problemas pelo menos minimizados.

Como cidadãos temos que assumir nosso papel nas urnas e sim, votarmos por convicção que teremos algum representante que pleiteie algo maior por nossa cidade.

Quando falamos em sermos cidadãos temos ainda que reforçar o fato de que dos mais de 94 mil habitantes de nossa cidade, nosso colégio eleitoral é um dos menores quanto ao percentual de eleitores dos municípios com mais de 70 mil habitantes.

Isso quer dizer caro leitor, que boa parte das pessoas que utilizam os serviços públicos, ou que vão as redes sociais para questioná-los, não são ao menos eleitores de nossa cidade e sinceramente, por não se preocuparem com a política de nosso município, perdem parte do direito de ir a público e cobrar por uma cidade melhor.

Não basta apenas pagar seus impostos, não basta apenas trabalhar e ser um cidadão de bem. A ideia de uma sociedade participativa intervém diretamente na nossa qualidade de vida. Se participarmos, temos o direito de cobrar, e assim somos mais ativos quanto à construção de nossa sociedade.

Queremos lembrar que esse ano temos um deputado federal que pretende se candidatar ao governo de Minas, temos a reeleição de um deputado estadual como provável, e do nada podemos nos ver órfãos de um representante daqui no governo federal.

Caso as coisas não sejam tão salutares quanto desejamos, esperamos que nossos amigos que afirmam ser melhor votar em candidatos de outros lugares por ser seus conhecidos, não tenham a necessidade de utilizar nenhum serviço público ou demanda como as da saúde por exemplo.

Caso tenham essa necessidade e não sejam bem representados esperamos que seus amigos em quem votaram tenham na lembrança o seu apoio, e sejam resolutivo quanto as demandas que seu eleitor e nossa cidade apresentam, mesmo que sinceramente, por conhecermos o jogo, pensamos que isso dificilmente irá acontecer.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas