Conecte-se conosco

Policial

Suspeito de matar namorado da ex e ameaçar executá-la é preso pela polícia

Avatar

Publicados

em

Dias de pânico tornaram-se rotina para uma mulher moradora de Belo Horizonte que, após semanas recebendo ameaças de seu ex-marido, acompanhou de perto a execução de seu namorado atingido por disparos de fogo enquanto trocava o pneu do carro no bairro Milionários, na região do Barreiro, no último sábado, 29 de agosto.

O suspeito do crime é seu ex-companheiro que continuou ameaçando-a até essa quarta-feira (2), quando a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu contra ele um mandado de prisão para garantir a segurança da mulher.

O homem tem 30 anos e está detido. A mulher que ainda não conseguiu viver o luto pela perda do namorado está sendo acolhida pela Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher (DEAM). As informações foram repassadas na manhã desta quinta-feira (3) durante coletiva de imprensa no Departamento Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Instantes de terror começaram a ocupar a vida da mulher logo após o marido ter decidido separar-se dele. À polícia, ela esclareceu que o homem a pressionou para que ela aceitasse se divorciar dele. Algum tempo após o término, ela começou um relacionamento amoroso com o namorado que acabou morto no último sábado.

LEIA MAIS… CONFIRA MAIS NOTÍCIAS POLICIAIS DE NOVA SERRANA E TODO O ESTADO DE MINAS GERAIS

De acordo com ela, logo depois dos primeiros encontros, seu ex-marido demonstrou insatisfação pelo novo envolvimento da mulher. Ele teria dito que não aceitaria a relação entre ela e o novo namorado porque o homem era um amigo antigo e que conviveu com eles enquanto eram casados.

Ameaças constantes eram recebidas pela mulher e mesmo pelo namorado dela através de mensagens no celular. Em dada oportunidade, o ex-marido dela chegou a efetuar um disparo de arma de fogo no carro do atual namorado.

À época, a mulher procurou a delegacia de mulheres e conseguiu uma medida protetiva para tentar manter afastado seu ex-companheiro. Contudo, segundo ela, o homem tornou-se ainda mais obcecado após a obtenção da medida protetiva e ele, então, teria decidido cometer o homicídio.

Sábado

Às 6h30 do sábado, dia em que o crime aconteceu, o ex-marido da mulher entrou no carro usado para trabalhar e dirigiu até a casa dela. Logo que chegou, o suspeito fotografou o portão e encaminhou a imagem para ela. Em seguida, passou a ligar insistentemente para ela, não sem antes ter mandado uma mensagem para o namorado da mulher ameaçando-o – de acordo com a Polícia Civil, o suspeito escreveu para a vítima: “talarico vai morrer”.

Frente as ameaças, o casal muito preocupado tentou falar com o homem. O namorado da mulher pediu que o outro seguisse seu caminho e os deixasse em paz. Entretanto, as ameaças continuaram e as vítimas decidiram retornar à delegacia da mulher para pedir a prisão do homem que naquele momento descumpria a medida protetiva determinada pela Justiça. A caminho da delegacia, o pneu do carro do casal furou e o homem precisou desembarcar para trocá-lo.

Neste instante, o suspeito chegou até ele e sem descer do próprio carro disparou contra o namorado de sua ex. Após o crime, um amigo do suspeito chegou a mandar mensagens para a mulher dizendo que ela ficasse quieta e não fizesse denúncia para não ser “a próxima” a morrer.

Prisão

Desesperada, ela procurou novamente a Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher, onde recebeu acolhida e pôde prestar depoimento a respeito da história. A Polícia Civil pediu, então, a prisão temporária do autor. O mandado saiu ainda na terça-feira (1º) e o suspeito acabou detido nessa quarta-feira (2) no bairro Parque São João em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Fonte: Por Lara Alves –  O Tempo

Foto: Imagem ilustrativa

Mais lidas