Conecte-se conosco

Atualidade

Referência nacional

Avatar

Publicados

em

Nova Serrana é a segunda cidade de Minas Gerais com maior oferta de postos de trabalho, e em nível nacional fica à frente de capitais como Rio de Janeiro, Porto Alegre e Vitória

Um levantamento divulgado pelo Portal UOL colocou Nova Serrana como uma das 20 cidades que mais geraram emprego no país neste ano.

Nova Serrana segundo o levantamento contabilizou 2.347 novos postos de emprego, sendo que com estes números a cidade foi colocada como a 2ª de Minas Gerais em geração de emprego, ficando atrás somente da capital Belo Horizonte e ainda ranqueada como a 12ª que mais gerou empregos no Brasil em 2019.

O fato é que no ano de 2019, Nova Serrana vem deixando para trás cidades como Rio de Janeiro, Vitória, Uberlândia, Porto Alegre, Juiz de Fora, Salvador e outros grandes polos populares, e com a economia calçadista em pleno desenvolvimento a tendência é que o seguimento tenha continuidade.

Caged

O desenvolvimento presenciado no município é claramente devido à geração de empregos da indústria calçadista. De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged),  divulgados na  última segunda-feira dia 25 de março, o saldo maior do polo calçadista de Minas Gerais, cresceu quase 90% no mês fevereiro.

Com os números obtidos nos dois primeiros meses de 2019, a Cidade de Nova Serrana, juntamente com o município de Arcos, também no Centro-Oeste, são as únicas cidades da região que obtiveram uma positiva evolução no número de contratações.

Contabilizando o número de contratações e o de demissões com carteira assinada no período analisado. No mês de janeiro, Nova Serrana teve um saldo positivo de 812 vagas, e o crescimento permaneceu e foi ampliado em fevereiro, tendo o saldo positivo em 1.536 contratações formais somando somente no mês de fevereiro 2.262 novas contratações e realizando 726 desligamentos formais.

Somente no setor calçadista, caracterizado como indústria de transformação, foram mais 1.441 postos de trabalho aberto ao longo do mês, sendo 1.795 admissões e 354 desligamentos.

Assim como informado em matéria deste Popular, o setor de prestação de serviço, que teve um aumento relevante no número de quantidade de empresas abertas, foi o segundo setor com maior número de contratações na capital do calçado, registrando um saldo positivo de 68 admissões.

Indústria Calçadista

A indústria de calçados teve um papel relevante quando ao desenvolvimento econômico de Minas Gerais nos primeiros meses de 2019. Das 27.554 vagas abertas em todo o estado, 35% são devidas a indústria do calçado, e 2.347 são somente da cidade de Nova Serrana, o que corresponde a 8,5% do saldo de empregos do Estado.

Segundo o Presidente do Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Calçados de Nova Serrana (Sindinova), Ronaldo Lacerda a alta de empregos é esperada nesse período, quando as fábricas retomam a produção após período de férias e fazem contratações.

Ronaldo ressalta ainda que o saldo de contratação é um indicio da retomada de crescimento aguardada para este ano, sendo que a projeção de faturamento das fábricas de calçados é de um superávit de 10% em 2019, após 2018 ter mostrado estabilidade.

“O ano passado foi marcado pelo término de uma fase de crescimento, havendo um desaquecimento da atividade. Agora as empresas estão se readequando para retomar o crescimento que estimamos ser de 10% em neste ano, meta ousada, mas que acreditamos poder ser alcançada”, disse.

Novas estratégias estão sendo tomadas pela indústria para que o crescimento seja continuo e sólido. Entre as propostas está o investimento na qualidade do produto sem perder o diferencial de preço, qualificação e treinamento de pessoal, utilização de materiais mais modernos e a aposta na produção de calçados femininos, que proporciona maior volume de consumo, está mantida.

“Nossas coleções estão cada vez mais próximas de marcas mais caras, mas não estamos aumentando o preço. Com isso, conseguimos atender o consumidor, que sempre quer uma experiência nova”, finalizou o presidente.

Empresas

Segundo apontado pela Sala Mineira do Empreendedor de Nova Serrana o crescimento do numero de registros de novas empresas atingiu 18 % de 2017 para 2018.

Como é de se esperar o crescimento econômico passa pelo calçado, mas também foi informado que outros setores como os de prestação de serviços vem demonstrando em constante crescimento desde o ano de 2017.

Foi registrado no município entre os anos de 2017 e 2018 um crescimento superior a 1.300 empresas abertas. Segundo os dados encaminhados a nossa redação, em 2017 o município contava com 7.360 empresas em funcionando, já em 2018, 8.714 estavam abertas ao final do ano.

De forma geral, o último ano foi contabilizado 1.354 novas empresas o que representa um aumento de 18% do número de empresas no município.

Com o crescimento do número de registro de profissionais e aquecimento da economia a perspectiva dos responsáveis pela Secretaria de Indústria e Comércio de Nova Serrana são de um ano ainda mais representativo com ampliação do número de instituições oficialmente abertas e consecutivamente, aumento da oferta de novos postos de trabalho.

Publicidade

Clique Aqui

Mais lidas