Conecte-se conosco

Governo Estadual

Reconhecimento do trabalho: Redução de homicídios chega a 30% em dois anos

Avatar

Publicados

em

PM apresenta redução de crimes violentos e pede ajuda das autoridades para aquisição de mais motocicletas para ampliar o patrulhamento em Nova Serrana

 

Apesar do homicídio cometido neste fim de semana em Nova Serrana a cidade está muito mais segura e apresenta uma redução significativa no número de homicídios e outros crimes violentos cometidos em Nova Serrana. Esta conclusão é pontuada pela Polícia militar ao apresentar dados referentes a redução de criminalidade no município.

No dia 07 de agosto, foi vinculada uma reportagem por este Popular, na qual a manchete trazia dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) referentes ao ano de 2017, no qual Nova Serrana figurava entre uma das cidades mais violentas da Região Centro-Oeste.

A reportagem que é verídica seguiu em sua conclusão com base na quantidade de homicídios registrados no ano do estudo divulgado, fazendo-se uma taxa estimativa de homicídios para os próximos anos.

Situação delicada em 2017

Conforme informado pela Policia Militar, em 2017 a situação do município realmente era considerada preocupante em relação aos homicídios e crimes violentos no geral.

Os dados da Polícia Militar apontam que em 2017 foram registrados um total de 1.938 crimes violentos, dentre os quais, 24 registros foram de homicídios consumados.  “Diante deste cenário, a Polícia Militar, desde o ano de 2017, sob o Comando do Ten Cel PM Wemerson Lino Pimenta, implantou uma série de medidas de controle da criminalidade, visando a diminuição dos registros de crimes violentos e consequentemente aumentando a sensação de segurança da população”. Considerou o setor de comunicação do 60º Batalhão da Polícia Militar.

Ainda foi citado como estas medidas adotadas “as operações com foco na captura de autores de crimes violentos em parceria com outros órgãos de defesa social como Polícia Civil e Ministério Público”.

Operações

Segundo repassado pelo Capitão Renato Geraldo, como forma de reprimir o crime no município foram realizadas operações em conjunto com os demais órgãos de segurança pública como “a Operação Macaco Prego que resultou em 36 prisões/apreensões, sendo que os alvos foram julgados e condenados a penas que, somadas, chegam a mais de 220 anos de prisão. Outras operações realizadas que retornaram resultados positivos foram as operações Xangô, deflagrada em 23 de novembro de 2017, Operação Rescaldo, realizada em 22 de janeiro de 2018, e Operação Velha Serrana, realizada em Perdigão em 08 de maio de 2018”.

Ainda segundo informado, “além destas operações pontuais, o 60º BPM realiza periodicamente as operações Inquietação e Guardião do Cercado, nas quais é empregado todo o efetivo operacional e administrativo da Unidade”.

Queda de homicídios

Conforme apresentado pela Polícia Militar, comparando o primeiro semestre dos anos de 2017, 2018 e 2019, pode se observar uma redução de quase 30% no número de homicídios registrados.

De acordo com os números da PM, nos seis primeiros meses de 2017 foram registrado 13 homicídios, em 2018 nove crimes e em 2019 oito registros de homicídios, ou seja, cinco a menos do que os dados apresentados em 2017.

Ainda segundo informado, “pode-se perceber com isso que o cenário de Nova Serrana vem mudando desde 2017, quando foi considerada pelos dados do Ipea como a cidade mais violenta da região. Deixa-se claro com isso que a Polícia Militar de Nova Serrana vem trabalhando incansavelmente para aumentar a sensação de segurança para a população e reitera assim, o compromisso de continuar trabalhando para que estes números sejam cada vez mais positivos para uma Nova Serrana mais segura”. Salientou capitão Renato Geraldo.

Comandante aborda redução da criminalidade

Na última terça-feira, dia 27 de agosto o comandante do 60º BPM de Nova Serrana, Tenente Coronel Wemerson Lino Pimenta, participou da reunião ordinária da Câmara de vereadores e apresentou na tribuna livre uma série de considerações e dados que cooperam para o entendimento de redução da criminalidade em Nova Serrana.

Segundo o Comandante “atualmente temos inúmeras operações policiais, e os resultados são significativos; quando assumimos tínhamos media de 20 roubos por dia, hoje temos média de 1.6 roubos por dia, a tropa tem feito um trabalho relevante, essa média não é só de Nova Serrana é de toda a região. eram registrados 1.171 crimes violentos, hoje temos  641 no primeiro semestre. Somente por roubo, que é um dos crimes que mais incomoda tínhamos 1.124 roubos, registramos 578, redução de mais de 40% no mesmo período”. Disse o comandante.

Ten. Cel. Wemerson apontou ainda que “nos incomoda ver o homem do campo, o trabalhador sendo opressivo pela criminalidade, não aceitamos isso mesmo e atuando com veemência obtivemos uma redução de 24% dos crimes cometidos na Zona Rural de Nova Serrana. A partir de 3 de maio de 2017 com a instalação do Olho vivo também obtivemos uma  redução de 59% dos crimes na área central, todos esses dados cooperam para entendermos que a cidade está mais segura, e o principal, não é uma onda, isso porque os dados tem se mantido em constante redução desde 2017”.

Finalizando suas considerações o comandante ainda ressaltou a importância das autoridades e sociedade de forma geral no investimento na aquisição e equipamentos e manutenção da estrutura de trabalho.

Ainda foi apontado pelo comandante que atualmente já se tem uma necessidade de aquisição de novas motocicletas para ampliar o combate a criminalidade, e que conta com o apoio das autoridades políticas e da sociedade como um todo para que os militares continuem tendo condições de atuar e combater a criminalidade no município, proporcionando para  a população uma  maior sensação de segurança.

Mais lidas