Conecte-se conosco

Colunistas

Quando o conhecimento é inimigo da informação?

Léo Junqueira

Publicados

em

Começo de ano é sempre assim, repleto de especulações e previsões para o ano que chega.

Como já sabemos, nenhum “gongo” soou para promover as mudanças como muitos imaginavam. Com certeza a fé nas cores das roupas na virada do ano foi bem maior do que em outros anos, assim como teve gente que pulou muito mais que as sete ondinhas nas praias.

Na mesma linha de pensamento as casas lotéricas transformaram-se em autênticos templos de esperança com o sonho da Mega Sena da Virada. Isso quer dizer muita coisa ou não, de acordo com as informações e o conhecimento popular sobre a vida. Vamos ver a diferença?

Pois bem, festejamos a chegada do novo ano com bebedeiras, comilanças, abraços fraternos e sorrisos abertos e esta informação esteve estampada nas manchetes dos jornais no dia seguinte, com fotos de pirotecnia, artistas e cantores com pose global e cara de bêbados e claro, notícias de acidentes e demais fatos que todos os anos se repetem.

Mas, os buracos nas vias públicas, a falta de luz e água, as contas chegando sem parar e nem refresco, as preocupações e um novo presidente, que nos apresentou uma primeira dama muito charmosa, não foram simples informações: foram conhecimento!

Vimos a primeira dama falar muita coisa sem dizer uma só palavra, olhares de esperança, comentários de que “agora vai”, previsões de quem morre, de quem vive, quem ganha e quem perde…

O conhecimento da realidade que não muda como um passe de mágica. Conhecimento de algo que deveria ser resolvido com base nas promessas e compromissos publicados e narrados pela imprensa em 2018. E a imprensa, também conhecida como o quarto poder de uma democracia, chegou em 2019 com uma responsabilidade inadiável: gerar informações confiáveis e conhecimentos verdadeiros para a população.

Mal começou o ano e já informaram que o apresentador Faustão falou isso ou aquilo do novo presidente. Informação essa claramente inimiga do conhecimento, pois com as férias do desbocado apresentador, faltou “conhecimento da informação” que se tratava de uma reprise do programa, quando ainda tínhamos como presidente Michel Temer, o marido da Marcela!

De uma forma bastante leviana publicaram informações sobre os novos ministros e ditas bravatas, que apenas confirmaram uma imprensa muito mais tendenciosa que o previsto.

2019 começa bem diferente de outros anos, pois agora a população tem o poder para separar a informação do que é conhecimento. Esta é a responsabilidade que esperamos deste Popular, um jornal que começa a circular neste ano ainda comemorando um trabalho de levar conhecimento aos cidadãos de Nova Serrana e não apenas as informações desconexas de outros veículos. Levou-se conhecimento puro, de conteúdo sobre a política no município, seus protagonistas, os resultados e  consequências de seus atos.

Poucas vezes a população esteve tão bem informada dos fatos diariamente e quase que de forma instantânea pelos canais via internet. A informação é essa: comunicar é gerar conhecimento e conhecimento gera a boa e correta informação.

Se alguns ainda acreditam que não estamos preparados para conviver com as redes sociais, está na hora de mostrar ao mundo, que estamos aprendendo muito rápido a identificar bandidos de mocinhos, jornalistas de jornaleiros, imprensa de impresso. Estamos prontos a colocar um fim às especulações que todos os anos nos advertem para tomar cuidados com um novo ano, porque desta vez quem fará o ano ser melhor somos nós, com todo o conhecimento que precisamos ter!

Então, Feliz Ano Novo a todos os leitores das boas notícias que virão em 2019!

LEONARDO VELOSO JUNQUEIRA é daqueles publicitários da época romântica, quando a comunicação ainda era feita com base no talento criativo. Foi sócio fundador da Insight Comunicação durante 22 anos prestando serviços de comunicação e marketing a grandes empresas, como Pastifício Santa Amália, Riclan (fabricante do Pircóptero e drops Freegell’s), Cera Inglesa, Calçados Jacob (Kildere), Café Brasil, Balas Santa Rita entre outras grandes empresas que fizeram histórias de sucesso. Trabalhou em grandes agências de publicidade em Minas e na área política, como publicitário, assessorou as prefeituras de Uberlândia, Varginha e Divinópolis além de desenvolver e coordenar inúmeras campanhas políticas, das quais destacamos a eleição de Zaire Rezende (Uberlândia), Maurinho Teixeira (Varginha), Paulo Tadeu (Poços de Caldas), Galileu Teixeira (Divinópolis), Paulo César (Nova Serrana), Toninho André (São Gonçalo do Pará) além de vários deputados estaduais e federais. Léo Junqueira é consultor de marketing, compositor, violeiro, escritor e colunista do Jornal O Popular

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2018 Ineo Sistemas