Conecte-se conosco

Colunistas

Quando a mentira tem longas pernas!

Léo Junqueira

Publicados

em

No evento realizado em Belo Horizonte na terça-feira, 26/06 pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), confirmou-se o que todo o meio político esperava. O partido fundado por Getúlio Vargas se alinhou com o senador, ex-governador e pré-candidato ao governo de Minas Antônio Anastasia (PSDB) para as próximas eleições.

Alianças acontecem de várias formas no Brasil, principalmente quando o equilíbrio e as tendências mostram-se necessários para eleger um candidato. Até aí tudo bem, nada de novo.

O deputado estadual e presidente da legenda, Dilson Melo, abriu a solenidade falando do histórico do partido com severas críticas ao atual governo do PT e foi acompanhado por vários deputados, que deixaram suas críticas e desabafos para conhecimento dos presentes.

Mas nenhum comentário foi tão profundo e consistente do que o proferido por Anastasia. Disse o pré-candidato, que o primeiro fator de importância para um governo comprometido com a população é a verdade. “Mentiras, justificativas infundadas e maquiagem da situação do Estado não geram confiança” – disse o senador.

Realmente, Fernando Pimentel está amargando a titularidade de ser o pior governador da história de Minas Gerais. Com uma dívida com os municípios mineiros superior a 5 bilhões, Pimentel não consegue parar de mentir sobre as ações do governo.

As mentiras parecem ter pernas longas, porque não acabam e a cada pronunciamento falta aquela pontinha de credibilidade, que de certa forma poderia alimentar um pouco de esperança da população.

Se hoje acompanhamos greves, manifestações, reclamações e indisposições, tudo isso vai para a conta de mentira e falsas promessas feitas pelo governo através do seu secretariado, que parece mais perdido que cego em tiroteio.

Anastasia defendeu-se das acusações feitas pelo governo do PT no início de sua gestão e garantiu, que construiu-se uma muralha de mentiras para justificar a dilapidação das finanças do Estado. Os presentes aplaudiram o pré-candidato, que de certa forma indicou alguns caminhos que seguirá para recuperar a economia.

Porém um fato chamou a atenção e fez uma nuvem negra se formar na imaginação de alguns espectadores. Foi a insinuação de alguns parlamentares em citar ou comentar a possibilidade de Aécio Neves retornar ao panorama político de Minas através de algumas “costuras” a serem capitaneadas por Antônio Anastasia, apesar das disfarçadas negativas.

Parece que o PSDB mineiro ainda não percebeu, que Aécio tornou-se um grande problema para a credibilidade do partido. Com muito cuidado Anastasia evitou comentar qualquer coisa sobre o assunto e agarrou-se em sua ótima avaliação popular ao sair do governo mineiro.

Na verdade temos muita água a passar por baixo da ponte. Em política a mentira não tem perna curta. São longas as pernas e maiores ainda são as línguas que se enrolam em boatos e sugestões impróprias.

A renovação da política começa com a verdade e as propostas inerentes à busca de respostas e soluções para o caos em que vivemos. Mas, quando toda uma nação troca momentos e decisões importantes por uma jogo da seleção é previsível ver, que as nuvens negras transformem-se em tempestade.

Nas longas pernas da mentira libertaram José Dirceu e interesses políticos em causa própria foram arbitrados. Galvão Bueno (na transmissão do jogo) falou com tudo o que tem na garganta, que a seleção brasileira não é responsável pela crise no país e imagino que muito menos em Minas.

Mas é certo que mentira não tem perna curta nas Alterosas e é melhor nos prepararmos para as mudanças do jogo da política, que mostra sua tendência a permanecer com as “calças curtas”.

LEONARDO VELOSO JUNQUEIRA é daqueles publicitários da época romântica, quando a comunicação ainda era feita com base no talento criativo. Foi sócio fundador da Insight Comunicação durante 22 anos prestando serviços de comunicação e marketing a grandes empresas, como Pastifício Santa Amália, Riclan (fabricante do Pircóptero e drops Freegell’s), Cera Inglesa, Calçados Jacob (Kildere), Café Brasil, Balas Santa Rita entre outras grandes empresas que fizeram histórias de sucesso. Trabalhou em grandes agências de publicidade em Minas e na área política, como publicitário, assessorou as prefeituras de Uberlândia, Varginha e Divinópolis além de desenvolver e coordenar inúmeras campanhas políticas, das quais destacamos a eleição de Zaire Rezende (Uberlândia), Maurinho Teixeira (Varginha), Paulo Tadeu (Poços de Caldas), Galileu Teixeira (Divinópolis), Paulo César (Nova Serrana), Toninho André (São Gonçalo do Pará) além de vários deputados estaduais e federais. Léo Junqueira é consultor de marketing, compositor, violeiro, escritor e colunista do Jornal O Popular

Continue Lendo
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Mais lidas