Conecte-se conosco

Governo Estadual

PM aponta queda de registro de crimes violentos no Carnaval 2020

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Dados preliminares do Carnaval 2020 em Minas Gerais mostram que houve redução em 2020 no número de crimes violentos, furtos e acidentes em rodovias estaduais. As mortes nas estradas e os casos de importunação sexual na folia em BH subiram.


As informações são da Polícia Militar (PM), que ainda está consolidando os dados para apresentá-los a imprensa. Ainda estão sendo aguardadas as ocorrências registradas nesta quarta-feira (26), que ainda tem blocos nas ruas da capital.

Segundo o assessor de imprensa da PM, capitão Cristiano Araújo, tanto em Belo Horizonte quanto no interior do Estado, os crimes violentos tiveram redução de 30% da noite de sexta-feira (21) até terça-feira (25). São considerados crimes violentos os estupros, extorsões, homicídios, roubos, sequestros e cárcere privado.

“Alguns fatores a gente acredita que contribuíram para conseguirmos isso. A ajuda do pessoal dos blocos cumprindo os trajetos e horários, o policiamento em zigue-zague dentro dos blocos, com incursões de grupos de oito dez policiais em zigue-zague, a comunicação via rádio”, afirmou Araújo.

Os furtos, que são as subtrações de bens sem uso de violência, caíram menos: 17% em BH e 19% em todo o Estado, enquanto os roubos de celular ficaram na média dos crimes violentos: queda de 29% em BH e 26% em Minas.

A tecnologia do botão de pânico, que foi colocado em dois totens, um na Pampulha e outro na praça da Savassi, na região Centro-Sul, foi considerada um incremento à estratégia de segurança. Em BH, os casos de importunação sexual aumentaram de 12 em 2019 para 18 em 2020 e a tecnologia, segundo Araújo, aliou no mapeamento das ocorrências.

“Além do totem e das câmeras, nós tivemos o videomonitoramento por meio de drones, que nos auxiliou bastante a verificar ocorrências nos blocos. Em alguns casos, a equipe de policiais que estava dentro do bloco já era avisada via rádio e fazia abordagens, evitando crimes ou fazendo prisões em flagrante”, disse o militar.

Nas rodovias estaduais, o número de acidentes caiu 25%, mas as mortes subiram. Em 2019, 18 pessoas perderam a vida no Carnaval, número que subiu para 22 em 2020. “A gente faz um apelo para que as pessoas respeitem as leis de trânsito em voltem da folia com segurança”, comentou Araújo.

Foto/Fonte: IG Turismo/ O Tempo

Mais lidas