Conecte-se conosco

ASSÉDIO MORAL

Perdigão: PCMG prende em flagrante suspeito de ameaçar a ex-companheira

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu em flagrante, no final da tarde da última segunda-feira, 15 de fevereiro, um homem de 29 anos, suspeito de ameaçar a ex-companheira, na cidade de Perdigão, região Centro-Oeste do estado.

De acordo com o delegado responsável, Davidson Marcos dos Santos Lara, a vítima, de 34 anos, procurou a Delegacia de Polícia Civil em Perdigão, no início da tarde, para solicitar medida protetiva contra o ex-companheiro, em função de uma ocorrência anterior de violência doméstica.

“Durante o atendimento, o suspeito ligou para o celular da vítima e a ameaçou de morte, além de ameaçar divulgar vídeos íntimos do casal. Porém, assim que o suspeito ligou, a vítima foi orientada a colocar o celular em viva-voz, permitindo que os policiais ouvissem a conversa. Além das ameaças, ele deixou claro que ‘não temia a polícia’”, conta.

De imediato, investigadores da cidade de Perdigão, com apoio da equipe de policiais civis de Araújos, deslocaram-se até o endereço do suspeito e o prenderam em flagrante. Ele foi levado até a Delegacia Regional em Nova Serrana e depois encaminhado ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da Justiça.

Denúncia

A PCMG orienta que todo tipo de violência doméstica e familiar contra a mulher seja denunciado. O registro de ocorrência pode ser feito na unidade policial mais próxima ou, ainda, sem sair de casa, pela Delegacia Virtual (https://delegaciavirtual.sids.mg.gov.br), nos casos de ameaça, vias de fato/lesão corporal e descumprimento de medidas protetivas.

Por meio da plataforma digital, as vítimas ainda podem solicitar a medida protetiva enquanto estiverem fazendo o registro. Denúncias também são recebidas pelo Ligue 180.

Também é aliado no enfrentamento da violência doméstica, o aplicativo MG Mulher. O app permite à usuária criar uma rede de contatos, que pode ser acionada em situação de perigo. Dessa forma, familiares e amigos podem ajudá-la ou acionar a polícia em caso de pedido de socorro.

O aplicativo ainda reúne endereços e telefones de unidades policiais mais próximas, bem como instituições de apoio, além de diversos conteúdos sobre o tema.

Fonte: PCMG

Mais lidas