Conecte-se conosco

Emprego

Pequenos negócios de Minas Gerais batem recorde de contratações no primeiro semestre

Avatar

Publicados

em

A republicação total ou parcial deste conteúdo é gratuita desde que citada a fonte com o link para o site do portal "opopularns.com.br" | A não citação da fonte com o link para o site implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.

Saldo de empregos do segmento no período é o maior dos últimos 9 anos. Belo Horizonte registrou o melhor saldo do estado e o 4º melhor do Brasil


As micro e pequenas empresas (MPE) de Minas Gerais tiveram o melhor saldo acumulado de empregos no primeiro semestre dos últimos nove anos. A diferença positiva de 120.818 vagas entre o total de admitidos e desligados coloca o estado em segundo lugar no ranking nacional de geração de empregos nos seis primeiros meses de 2021, atrás apenas de São Paulo (250.749).

O segmento foi responsável por 65% do saldo de empregos em Minas Gerais no primeiro semestre do ano, de acordo com o levantamento feito pelo Sebrae Minas, com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Somente em junho, o saldo ficou em 25.974 vagas, o segundo melhor resultado do ano, abaixo apenas do registrado em fevereiro (33.186).

“O segmento mostra uma recuperação muito expressiva em relação ao mesmo semestre do ano passado, quando amargou 83 mil vagas encerradas a mais em relação às abertas. Tivemos um crescimento de 245% no saldo de empregos em relação ao mesmo período de 2020”, comemora Afonso Maria Rocha, superintendente do Sebrae Minas.

Esse resultado confirma o aumento da confiança dos empresários de MPE em suas atividades, como vem sendo registrado pelo Sebrae Minas na pesquisa Iscon. No mês passado, o Iscon ficou em 115 pontos, sete acima do de maio. Foi o maior valor registrado desde o início da série histórica do indicador, em novembro do ano passado.

Desempenho por setor e município

As MPE do setor de Serviços lideraram a geração de empregos no primeiro semestre de 2021. Foram 43.554 vagas positivas na diferença do total de admissões e demissões no período. Comércio ficou na segunda colocação no saldo de empregos do segmento (27.228), seguido pela Indústria (25.630), Construção Civil (18.818) e Agropecuária (5.568).

Já Belo Horizonte registrou o melhor saldo (16.867) do estado e o 4º melhor do Brasil nos primeiros meses de 2021. Ficou atrás de São Paulo (63.716), Rio de Janeiro (24.587) e Goiânia (17.769).

Contagem, na Região Metropolitana, ficou em segundo lugar (4.888) e Uberlândia, no Triângulo Mineiro, ficou na terceira colocação (4.841) no ranking estadual no período.

Fonte: Sebrae Minas

Foto: Imagem Ilustrativa/Web

Clique aqui e faça parte de nosso grupo de whatsapp

Clique aqui e siga-nos no instagram

Clique aqui e siga-nos no facebook

JORNAL O POPULAR – A NOTÍCIA COM DEVE SER

Leia mais...
Propaganda

Mais lidas